Marketing de influência ainda é um bom negócio?

Se você já se questionou sobre a eficácia do marketing de influência, não está sozinho. Às vezes, num cenário digital em constante evolução, é natural indagar se essa estratégia ainda mantém seu poder de, bom… influência. Então, é aí que vem a pergunta: Marketing de influência ainda é um bom negócio?

No artigo desta semana vamos analisar o atual estado do marketing de influência. Além disso, te contar porque ainda é uma ferramenta valiosa para promover sua marca.

Credibilidade

O marketing de influência oferece uma oportunidade única para associar sua marca a figuras respeitadas em seu nicho. Por isso, essas parcerias não apenas aumentam a visibilidade, mas também ajudam a construir credibilidade aos olhos do público.

Alcance

Através de influenciadores, sua mensagem pode atingir diretamente seu público-alvo de maneira autêntica. Desta maneira, essa abordagem direcionada, tem o potencial de gerar maior engajamento à métodos de publicidade mais tradicionais, pois se direciona exatamente para quem você quer falar.

Humanização

Os influenciadores têm o poder de humanizar sua marca, conectando-se emocionalmente com os seguidores. Desse modo, vai além da simples promoção de produtos, pois cria uma narrativa que ressoa com a audiência.

Autenticidade

Em um mundo digital cheio de conteúdo, a autenticidade é um diferencial significativo. Desta maneira, os influenciadores oferecem uma abordagem mais genuína, a fim de promover produtos de uma maneira que respeita a inteligência de seus seguidores.

Plataformas

O marketing de influência não está restrito a uma única plataforma. Ademais, com influenciadores ativos em várias redes sociais, é possível diversificar sua presença online, atingindo diferentes segmentos de público.

Comunidades específicas

Para marcas que desejam aparecer em comunidades específicas, os influenciadores locais têm um papel crucial. Pois eles conhecem as nuances da cultura local ou do nicho com quem conversam, facilitando uma conexão mais profunda e significativa.

Continuidade do engajamento

Ao contrário de campanhas publicitárias pontuais, o marketing de influência oferece a oportunidade de construir relacionamentos contínuos. Portanto, essa continuidade é vital para manter a presença da marca na mente do consumidor.

Mensuração de resultados

A tecnologia avançada permite uma análise detalhada do desempenho das campanhas de marketing de influência. Além disso, métricas como: alcance, engajamento e conversões, são mensuráveis e proporcionam uma compreensão clara do retorno do investimento.

Facilidade de adaptação

O marketing de influência é flexível e pode se adaptar às mudanças nos comportamentos do consumidor. Portanto, os influenciadores têm a capacidade de evoluir com as preferências de seu público, mantendo a relevância ao longo do tempo.

Proximidade

Um influenciador é uma pessoa muito mais próxima de seu cliente que uma celebridade. Assim, ao ver uma “pessoa comum” falando de algum produto, o seguidor se que se identifica com seus gostos e perfil poderá ver a si mesmo usando o seu produto.

Por que o marketing de influência continua a ser uma escolha estratégica?

Em resposta à nossa pergunta inicial, se o marketing de influência ainda é um bom negócio, podemos afirmar que sim. Logo, o marketing de influência ainda funciona e continua a ser uma escolha estratégica para marcas que buscam se destacar em um ambiente digital saturado. 

Se você deseja explorar mais todas as nuances do marketing digital e saber como elas podem impulsionar sua marca, entre em contato com a minha equipe

Imagem: Freepik

5 dicas para fazer a psicologia das cores trabalhar a seu favor no marketing

5 dicas para fazer a psicologia das cores trabalhar a seu favor no marketing

Você já ouviu falar em psicologia das cores? Assim como a escolha das cores de ambientes ou roupas pode afetar nosso humor e nosso comportamento, no marketing isso também é uma verdade. No post de hoje eu trago pra você 5 dicas para fazer a psicologia das cores trabalhar a seu favor no marketing.

O que é a psicologia das cores?

A psicologia das cores é um estudo sobre como as cores afetam nosso humor e nosso comportamento. Sabe como quando alguém diz que está “vermelho de raiva” ou que o azul traz tranquilidade? É mais ou menos isso.

Estudos médicos sugerem que a cor vermelha se correlaciona com um aumento na pressão arterial e a cor azul corresponde com uma diminuição.

Esse estudo demonstra como as cores também têm um impacto no nosso comportamento e por isso são fundamentais na escolha da tinta para a parede da nossa sala ou quarto, por exemplo. Cores quentes (como vermelho ou laranja) tendem a criar ambientes mais alegres e cheios de energia. Já cores mais frias (como verde ou azul), contudo, trazem ar de tranquilidade e paz.

E como isso funciona no marketing?

As cores que você usa em sua marca, em sua identidade visual e até nas paredes da sua loja e no seu uniforme desempenham papel fundamental no comportamento do seu consumidor.

Você já pensou por que as cores das logomarcas do McDonald’s do Burger King são o vermelho e o amarelo? Pois ambas são cores que remetem à fome e alegria. Existe até uma teoria chamada de teoria do Ketchup e da Mostarda, o que faz com que o cliente queira parar na loja para poder comer algo.

E o marketing precisa entender estas cores para se conectar emocionalmente com o consumidor. Afinal, as cores trazem uma resposta emocional em todos nós, estejamos conscientes disso ou não.

Por isso é importante que você dê um pouco mais de atenção para a escolha das cores na hora de construir a sua marca e sua identidade visual.

Confira abaixo 5 dicas para fazer a psicologia das cores trabalhar a seu favor no marketing.

5 dicas para fazer a psicologia das cores trabalhar a seu favor no marketing

5 dicas para fazer a psicologia das cores trabalhar a seu favor no marketing

1. Conheça ao menos o básico da teoria das cores

Tente se familiarizar pelo menos com o básico sobre as relações das cores com nosso comportamento:

  • Vermelho: excitação, paixão, raiva, perigo, ação, ansiedade, poder.
  • Laranja: ludicidade, simpatia, criatividade, cordialidade, entusiasmo.
  • Amarelo: felicidade, otimismo, alerta, alegria, originalidade, entusiasmo.
  • Verde: Juventude, vibração, vigor, natureza, crescimento, estabilidade.
  • Azul: Calma, estabilidade, profundidade, tranquilidade, confiança.
  • Roxo: Realeza, luxo, romance, introspecção, calma.

2. Comece pela emoção

Seja na escolha da sua marca, do ambiente ou da identidade visual de suas redes sociais, sempre procure começar se perguntando: qual a emoção que desejo transmitir?

3. Inspire-se em outras marcas

Procure perfis e identidades visuais de outras marcas (do seu nicho ou não) e inspire-se nelas.

4. Faça testes

Lembre-se que para toda regra há uma exceção. E pode ser que a cor que você escolheu, por algum motivo, acabe por não transmitir a emoção que você esperava. Por isso é fundamental fazer testes e ver o que tem melhor resultado.

5. Na dúvida? Use azul

Não é por acaso que tantas marcas de tantos setores diferentes usam o azul em suas logomarcas: ele é a cor favorita mais popular no mundo todo. Então na dúvida, aposte na segurança.

Está buscando uma equipe de experts para trabalhar no marketing digital da sua empresa? Fale comigo. A equipe da Projetual está pronta para te ajudar a utilizar a psicologia das cores na comunicação visual da sua empresa.

O que é Marketing de Oportunidade?

o que é marketing de oportunidade

Você sabe o que é Marketing de Oportunidade? Com certeza você já viu anúncios de promoções de Natal, Dia das Crianças, Dia das Mães ou dos Pais, não é mesmo? Ou promoções durante a Copa do Mundo. Lembra quando o filme Barbie foi lançado? Todas as lojas tinham produtos cor de rosa em alusão ao filme para vender mais. Ou o meme do Bruno Mars no Brasil, utilizado por 11 entre 10 perfis de público jovem?

Pois tudo isso é marketing de oportunidade! No artigo de hoje vamos falar desta estratégia que é usada há muito tempo no mundo da publicidade e que vem ganhando cada vez mais destaque por conta da explosão das redes sociais. Você vai saber ainda como aproveitar para “surfar na onda” das oportunidades para alavancar suas vendas.

Vamos lá?

Como o Marketing de Oportunidade opera?

Quando uma loja ou marca aproveita uma data ou acontecimento do momento para fazer sua publicidade, ela está fazendo Marketing de Oportunidade.

Contudo, ao contrário do que muitos pensam, essa estratégia não aproveita somente datas comemorativas em que as pessoas costumam fazer compras ou dar presentes. O Marketing de Oportunidade se vale de muitas outras… bom… oportunidades.

Olha só:

  • Datas especiais
  • Acontecimentos do momento
  • Assuntos em alta
  • Memes
  • Resposta para ações da concorrência

Quando um restaurante cria uma promoção para “responder” outra feita por um concorrente, quando uma marca aproveita a popularidade de uma série para vender seus produtos, quando uma empresa quer aumentar as vendas de um alimento que um médico falou na TV que faz bem: em suma, tudo isso é Marketing de Oportunidade.

Em bom potuguês, é aproveitar uma oportunidade para fazer o seu marketing.

Atrelando seu produto ou sua marca a um acontecimento do momento, você abre uma oportunidade a mais para seu negócio, pois muitos destes momentos acabam levando o consumidor a comprar mais.

O Marketing de Oportunidade sempre funciona?

Agora você deve estar se perguntando: então se eu fizer uma promoção de Natal no Natal vou vender mais?

Em teoria, sim. Afinal, Natal é o momento de maior movimento no comércio brasileiro e, aproveitar a época para fazer seu Marketing de Oportunidade é quase um tiro certo.

Mas você precisa estar atento! Nem toda oportunidade serve para o seu negócio e não é somente por causa do Natal que você vai vender mais. Se você tem como público consumidor pessoas jovens e antenadas, um meme ou uma publicidade que converse com aquela banda que estourou pode ser uma boa. Contudo, se o seu público é mais velho ou mais sério, talvez você deva encontrar a sua oportunidade em outro lugar. Numa notícia quente relacionada ao seu mercado, talvez.

Tudo é uma questão de encontrar a sua oportunidade e falar a língua do seu público.

Durante o lançamento do filme da Barbie, por exemplo, muitas empresas usaram e abusaram do cor de rosa para vender seus produtos. Nem todas estavam aproveitando a oportunidade da maneira certa. O mesmo aconteceu com o meme do cantor Bruno Mars no Brasil: acabou vendendo de tudo. Lembra na época da Copa do Mundo? Todos os produtos imagináveis ganharam sua versão verde e amarelo. Nem todos souberam usar estas oportunidades e, consequentemente, nem todos tiraram o máximo proveito delas.

O que fazer para aproveitar a oportunidade?

Assim como em outras estratégias de marketing, saber o que você está fazendo é o mais importante. E aqui vão algumas dicas para você aproveitar a estratégia:

  • Conheça seu público
  • Esteja sempre antenado nos assuntos do momento
  • Direcione suas oportunidades e sua linguagem para seu público
  • Evite polêmicas (a não ser que este seja o posicionamento da sua marca)
  • Conte com uma equipe especializada

Uma estratégia de marketing, seja o Marketing de Oportunidade ou qualquer outra, requer estudo, conhecimento, monitoramento e agilidade.

Você precisa de uma equipe que trabalhe em conjunto com a sua marca para desenvolver mecanismos e materiais que conversem com seu público da maneira correta e evite desperdiçar oportunidades.

Se você quer desenvolver o Marketing de Oportunidade com a sua marca, entre em contato com a minha equipe. Nós somos especialistas em campanhas de marketing e de vendas e certamente vamos te ajudar a aproveitar todas as oportunidades que o marketing pode te oferecer.

Imagem: Freepik.com

Threads: saiba como se cadastrar na nova rede social do grupo Meta

Conheça o Threads: a rede social do momento

Sem dúvidas, a palavra do momento é Threads. A nova rede social lançada na quarta-feira (05/07) já impressiona pelos números. Para se ter ideia, segundo a Quiver Quantitative, a plataforma alcançou 10 milhões de inscritos nas primeiras sete horas de funcionamento.

Via de regra, a nova rede social do grupo Meta (responsável pelas diretrizes do Facebook, Instagram e WhatsApp) possui função semelhante ao Twitter. Ou seja, é um espaço onde o usuário tem a oportunidade de expressar a sua opinião e participar de discussões virtuais por meio de mensagens de textos, vídeos, fotos e GIFs.

Em razão do lançamento recente, o Threads gera muitas dúvidas. Por isso, criei este artigo para trazer mais informações sobre essa nova plataforma que promete impactar o cenário digital.

Afinal, qual a função do Threads?

A princípio, o Threads surgiu para competir de maneira direta com o Twitter. Em vista disso, possui recursos e layout semelhantes à rede social de Elon Musk.

Além disso, essa nova rede social desenvolvida pelo grupo de Mark Zuckerberg, tem a intenção de aproveitar a fragilidade de mercado do Twitter, que passou recentemente por mudanças que não agradaram os usuários e, como resultado, provocaram o aumento da insatisfação e a busca por plataformas alternativas.

Em resumo, o Threads tem função bastante similar ao Twitter, isso porque estimula os usuários a postarem textos, imagens e vídeos para interagir.

Vantagem: possibilita postagem com até 500 caracteres, enquanto o Twitter permite apenas 280 caracteres. Além do mais, uma das maneiras de criar a conta é extremamente simples, pois os dados são importados da conta do Instagram. Por misturar as funcionalidades do Twitter e Instagram, é fácil usar os recursos e, dessa forma, a plataforma fica prática e intuitiva.

Desvantagem:  a ausência de recursos básicos como as hashtags e do feed somente com postagens do usuário são alguns pontos negativos. Se por um lado, ter vínculo com o Instagram é um facilitador, esse detalhe também pode ser um fator restritivo. Uma vez que é mais cômodo para os usuários do Instagram fazer cadastro no Threads, mas, para quem não tem conta ativa, é uma etapa que exige uma dose extra de trabalho.

Em síntese, o Threads segue em ascensão e a previsão é otimista. Porém, ainda é cedo para afirmar se a nova rede social será capaz de impressionar também no quesito lucro.

Como ativar uma conta no Threads?

De fato, há duas maneiras de criar uma conta no Threads: ao vincular a conta do Instagram ou baixar isoladamente o aplicativo da nova plataforma.

A seguir, confira o passo a passo para criar a sua conta nos dois formatos.

Para quem já usa o Instagram

Para os usuários do Instagram que querem começar a usar o Threads, é necessário baixar o aplicativo no celular. Em seguida, o login será realizado pela própria conta do Instagram e a nova plataforma vai puxar, automaticamente, a sua foto de perfil, os dados da bio e os seus contatos.

Saiba mais detalhes abaixo:

  1. Baixe o aplicativo Threads;
  2. Na página inicial, clique em “Entrar com o Instagram”;
  3. Agora abra o app do Instagram, vá até a aba “notificações” e valide o acesso;
  4. Retorne para o Threads e aguarde a aprovação;
  5. Preencha a sua bio ou clique em “Importar do Instagram”;
  6. Opte em deixar o perfil público ou privado;
  7. A última etapa é ler as instruções de funcionamento e “Entrar no Threads”.

Para quem não tem conta no Instagram

Já para quem não tem perfil no Instagram, o processo apresenta algumas particularidades.

Saiba os detalhes abaixo:

  1. Baixe o aplicativo Threads;
  2. Clique em “Criar nova conta”;
  3. Insira seu nome completo e crie a sua senha de acesso;
  4. Selecione se você deseja salvar as suas informações de login;
  5. Informe a sua data de nascimento e o seu nome de usuário;
  6. Agora vem a etapa de verificação, você precisa informar o seu número de celular ou fazer o cadastro com o e-mail;
  7. Insira o código de verificação que foi encaminhado via SMS ou e-mail;
  8. Clique em “Avançar” e depois em “Concordo”.

Conclusão

Agora que você já conhece a nova rede social do momento, que tal aprimorar ainda mais o seu posicionamento digital? Afinal de contas, a internet oferece inúmeras oportunidades de negócio para quem sabe usar de forma estratégica todos os recursos disponíveis.

Por isso, entre em contato com a minha equipe e agende já a sua consultoria. Juntos, iremos traçar metas assertivas e realistas, que irão aproximar a sua marca do sucesso.

Não perca tempo! Acredite no seu potencial!

Fonte: Imagem – www.pexels.com

O que esperar do mundo digital em 2023?

Como está o Mundo Digital?

Como sabemos, o cenário digital se transforma constantemente e recebe muitas influências externas, tais como: tecnologia, economia, política e comportamento social. E estar bem-informado é fundamental para acompanhar essa sequência de evoluções.

Mas, você já sabe o que vai dominar o mundo digital em 2023? Acompanhe o meu artigo desta semana e descubra quais pontos terão destaque na esfera on-line nos próximos meses.

Dados relevantes sobre o cenário e o comportamento digital

De acordo com o Relatório de Visão Geral Global Digital 2023, produzido pela We Are Social em parceria com a Meltwater, alguns pontos merecem atenção: o número de usuários da Internet, as plataformas de mídias sociais, os dispositivos usados para acessar conteúdos digitais, o crescimento da publicidade digital e as mudanças no comportamento on-line.

A seguir, conheça os dados mais recentes sobre sobre cada um desses tópicos. Dessa forma, será possível entender a situação atual do mundo digital e, como consequência, elaborar estratégias mais assertivas.

Usuários de internet

Atualmente, 5,16 bilhões de pessoas usam a Internet. Isto é, 64,4% da população global está on-line. O que representa um crescimento de 1,9% no período de 12 meses. A expectativa é de que, até o final de 2023, dois terços da população mundial esteja presente no ambiente digital.

Usuários de celulares

A população mundial atingiu 8,01 bilhões no início de 2023, e desse montante, 5,44 bilhões usam o telefone celular (o que representa 68% da população global). O número de usuários móveis aumentou 3% nos últimos 12 meses (o equivalente a 168 milhões de novas pessoas conectadas).

Usuários de mídias sociais

De fato, não houve declínio nesse quesito. Hoje, há 4,76 bilhões de pessoas conectadas às mídias sociais, o equivalente a quase 60% da população mundial. O crescimento anual foi de 3% (137 milhões de novos usuários).

O tempo gasto no cenário digital

Mesmo com a alta no número de usuários, o tempo médio de conexão diminuiu quase 5% no período de um ano. Em outras palavras, o usuário reduziu a quantidade de tempo que reserva para pesquisas na Internet, em média, 20 minutos por dia desde o ano passado. Anteriormente, o tempo de acesso era de 7 horas diárias e passou para atuais 6 horas e 37 minutos por dia.

O comportamento do usuário digital

A redução do tempo de uso mostra que o internauta está mais objetivo nas suas atividades on-line. Em resumo, o usuário digital prioriza a qualidade da informação e não mais a quantidade de dados. De acordo com a pesquisa Global Media Landscape, esse novo traço de comportamento surge pelas seguintes razões: fadiga da mídia e crise do custo de vida.

Mundo Digital: Quais são as principais tendências para 2023? 

Agora que você já conhece os números atuais sobre o mundo digital, que tal saber o que será tendência durante o ano de 2023. Além disso, confira abaixo possíveis comportamentos que serão adotados pelo usuário durante todo o ano.

Usar a Internet para buscar informações, se relacionar e se entreter

Segundo a We Are Social e a Meltwater, a busca por informações é o principal motivo que leva o usuário a “entrar na Internet”, o que representa 57,8%.

Em seguida, vem a facilidade para manter contato com os amigos e familiares (53,7%), depois a busca por notícias (50,9%) e, por fim, a transmissão de vídeos nas plataformas digitais (49,7%). De maneira geral, essas ações estarão em alta durante todo o ano de 2023.

Mudanças no perfil de consumo

Com toda a certeza, comprar de maneira on-line é uma tendência que vai reinar absoluta em 2023. Essa maneira de consumo se intensificou durante a pandemia e caiu no gosto popular porque oferece conveniência e flexibilidade.

Em resumo, a previsão é que o comércio eletrônico impulsione de maneira expressiva a atividade geral de compras, em especial, o varejo.

A nova forma de assistir TV

Outro hábito que ganhou força na pandemia foi o uso de plataformas de streaming, como a Netflix, Disney+ e Amazon. Para se ter uma ideia, Netflix e Disney+ respondem por mais de 45% do tempo que os usuários de Internet passam assistindo conteúdo televisivo.

Vale lembrar que assistir TV de forma convencional (transmissão e canais a cabo) ainda é o método preferido da maioria. Porém, os usuários que residem nos países mais ricos do mundo já estão, totalmente, habituados com transmissão de conteúdo via internet. Por isso, vale a pena prestar a atenção nessa tendência.

Publicidade digital

De fato, a publicidade digital ganhou muito espaço nos últimos meses. Por exemplo, os conteúdos on-line que oferecem espaço para anúncios passaram de 57,4% em 2019 para 73,3% no ano de 2022.

Inclusive, a receita líquida dos anúncios digitais cresceu 78% nos últimos 3 anos. Quer dizer, se o valor total em 2019 era de US$ 375 bilhões, em 2022, o montante atingiu US$ 667 bilhões.

As informações citadas neste artigo foram retiradas do Relatório de Visão Geral Global Digital 2023.

Conclusão

Sem dúvidas, é fundamental entender como as pessoas se comportam na Internet, conhecer as mídias sociais de maior sucesso, compreender o grau de influência dos dispositivos móveis e estar a par da previsão de crescimento das plataformas de compras on-line.

Mas, se você deseja aprimorar o seu posicionamento digital e potencializar as suas estratégias, entre em contato com a minha equipe e agende a sua consultoria.

Não perca tempo! Invista no seu potencial!

Fonte: Imagem – www.freepik.com