Leads: como definir corretamente um lead em minha estratégia?

leads

Saber o que são leads ajuda a organizar melhor a sua estratégia. Confira um pouco sobre seu conceito a seguir!

Certamente, se você está buscando por novas formas de captar clientes no meio digital, certamente já ouviu falar sobre leads, correto? Trata-se de um dos processos pertencentes ao funil de vendas do marketing, onde seus “talvez futuros clientes” vão sendo filtrados em cada etapa da jornada de compra.

Então, para sanar as suas dúvidas, resolvi resumir neste texto o real conceito do que são leads. Acompanhe comigo nas próximas linhas para mais informações.

Leads: o que isso significa?

Aqueles clientes em potencial, que refletem uma oportunidade de uma futura venda e que de alguma forma já demonstraram interesse no seu produto podem ser chamados de leads. Mas, como isso funciona no meio digital?

Simples! Leads são aquelas pessoas que baixaram o seu catálogo, que pediram orçamentos, que experimentaram o seu serviço e, em troca disso, deixaram alguma forma de contato. Dessa maneira, a empresa tem a oportunidade de ir mantendo um relacionamento até que ele decida comprar de você uma ou milhares de vezes.

Relacionamento

Basicamente, aqueles usuários que você consegue estabelecer alguma conexão, nos mais variados canais digitais, são os seus leads. Pessoas que chegaram até você por meio de outras estratégias, como marketing de conteúdo e SEO, e que agora podem ser selecionados a receber os seus conteúdos.

O Inbound Marketing fez com que esse termo ficasse bem conhecido ultimamente, e é uma ótima estratégia de relacionamento, inclusive. Com isso, você pode perceber quem são:

  • aquelas pessoas que talvez comprem seu produto;
  • aquelas que têm grande probabilidade de finalizar uma compra;
  • e aquelas que definitivamente não têm.

Estamos falando de uma prática chamada funil de marketing, que percebe a jornada de compra dos seus leads e filtram aqueles que podem ser seu cliente de fato. Assim, uma equipe de marketing eficiente consegue manter o contato com estes usuários, por meio de conteúdos, tira-dúvidas, entre outros, até que ele decida que o seu produto é realmente o que ele estava procurando e finalize a compra.

Lead, visitante ou prospect?

Para realmente saber como definir um lead é preciso entender que existem outros tipos de usuários que não são classificados como um. Por exemplo, o que é um visitante e o que são prospects? Será que é tudo a mesma coisa? Vamos conferir:

Visitantes

Aqueles usuários que, de alguma maneira, entraram em seu site, em suas redes sociais, ou etc., são os seus visitantes. Diferente dos leads, o visitante nem sempre tem interesse em seus produtos e serviços, mas acabou acessando o seu perfil.

Contudo, dentre os vários visitantes que podem ter diariamente em sua página, há uma pequena parcela que se interessam. E, são eles que nos interessam também.

Contato

Basicamente, se você tem o número de telefone da pessoa, um e-mail ou endereço, por exemplo, pode considerá-la como um contato. Contatos são toda e qualquer pessoa que está ao alcance da sua empresa, sendo ela presente em qualquer etapa do funil.

Prospect

Para considerar um usuário como prospect, ele precisa atender a alguns parâmetros. Isto é, quando o usuário necessita de uma abordagem de venda mais ativa, pois possui o exato perfil do cliente ideal e já está decidido sobre o que quer, consideramos que estamos lidando com um prospect.

Assim, a equipe de marketing entra em sinergia com a equipe de vendas e, caso a prospecção funcionar, teremos um novo cliente para você!

Conseguiu entender agora qual é o real significado do termo lead? Espero ter esclarecido da melhor maneira para você! Mas, se ficou com qualquer dúvida, entre em contato comigo!

3 Dicas para definir os melhores Canais para as suas Campanhas

canais de marketing

Encontrar os canais certos para as suas campanhas de marketing faz com que elas sejam muito mais bem sucedidas. Conheça a seguir 3 grandes dicas para definir os seus!

Você já parou para pensar que há poucos anos apenas os canais de massa, como a TV e o rádio, eram a única forma de comunicação entre o público e as empresas, de uma maneira ainda bem padronizada? Isso nos faz refletir sobre como a área do marketing está em constante mudanças, não é mesmo?

Obviamente, os processos no ambiente de trabalho de uma equipe de marketing também evoluíram à medida em que os anos foram passando, trazendo novas formas de desenvolver estratégias e práticas ainda mais complexas.

Por isso, vim te ajudar neste texto a encontrar qual o canal mais conveniente para começar o planejamento das suas campanhas e, assim, definir aqueles mais oportunos para a sua empresa. Vamos lá? Acompanhe comigo a seguir:

Passo a passo para definir seus melhores canais

Passo #1 – Construção das Personas

Para estabelecer quais são os melhores canais de marketing para as estratégias das campanhas da sua empresa, é preciso pensar primeiramente em suas Personas.

Isso é, você deve saber quem exatamente será impactado com as suas peças. Para isso, você precisa mapear quem é o seu público-alvo e construir suas Personas, ou a figura dos seus clientes ideais.

Trata-se de um exemplo fictício de um cliente que tem o perfil que se encaixa perfeitamente aos consumidores do seu produto. Tendo ao menos uma Persona bem definida, fica muito mais fácil de se explorar o que seus clientes gostariam de receber e como interagir com eles nas redes sociais ou outros canais.

Passo #2 – Jornada do consumidor

Mapear a jornada do consumidor também é uma das formas para se descobrir qual o seu canal ideal. Mas, você deve estar se perguntando, como assim jornada do consumidor?

É simples! A jornada do consumidor é como o usuário se comporta até finalizar a compra. Ou seja, onde ele faz a busca do seu produto e como ele a faz. Ou melhor, quais passos ele segue para se tornar efetivamente um cliente.

Dessa maneira, você irá oferecer o conteúdo certo, ou até mesmo o anúncio certo, no melhor momento para convencer o cliente. Sabendo quais são os melhores canais para se atrair e para se relacionar com os usuários, suas campanhas, com certeza, serão mais eficazes.

Passo #3 – Variações de cada canal de marketing

Agora é a hora de ter em mente que cada canal escolhido terá uma função específica. Por isso, você deve verificar quais são aqueles que mais se encaixam com as suas estratégias de campanha e – não podemos esquecer – com a(s) sua(s) Persona(s).

Escolhidos os canais, você deve levar em conta os formatos que serão apresentados em cada um deles, assim como quais são os conteúdos mais relevantes para se trabalhar em cada canal.

Agora que você chegou até aqui e aprendeu essas 3 dicas incríveis sobre como escolher os melhores canais de marketing para estruturar as campanhas da sua empresa, te convido a assistir ao meu vídeo sobre Jornada de Compras: você sabe em qual momento seu cliente está?

Para saber mais, converse comigo. Estarei à disposição para te apresentar as melhores estratégias para a sua marca! 😉

Marketing Sazonal: como usar datas comemorativas nas estratégias?

marketing_sazonal

O Marketing Sazonal é uma das estratégias mais eficazes para o mercado. Confira mais a seguir!

Você já notou em suas redes sociais algumas empresas publicando posts em homenagem a alguma data comemorativa? Essa é apenas uma estratégia comum do marketing sazonal, que explora as datas comemorativas para garantir presença digital e impulsionar vendas!

Algumas marcas, inclusive, começam muitos meses antes o seu planejamento para estas datas. E o que podemos notar é que essas estratégias acabam realmente tendo resultado, visto o aumento significativo do faturamento das empresas nestes períodos.

Pensando nisso, vim trazer aqui para você algumas ideias relevantes para se começar a trabalhar com essa estratégia e ajudar a divulgar ainda mais o seu negócio. Confira comigo:

O que é marketing sazonal?

Basicamente, são ações estratégicas para se conseguir ainda mais clientes e, assim, conseguir bons resultados financeiros. Entretanto, as ações do marketing sazonal são, além de temporárias, especificamente relacionadas às datas comemorativas.

Inclusive, os empreendedores do meio digital estão cada vez mais se adequando a essas estratégias. Porém, é necessário ficar atento a outros pontos, além das campanhas de divulgação.

Calendário de Datas Comemorativas

Para uma campanha de data comemorativa realmente dar certo, é necessário bastante planejamento. As campanhas do Natal jamais devem começar a serem pensadas em dezembro, por exemplo, mas meses antes.

Primeiramente, você deve rastrear quais são as datas mais relevantes para o seu negócio e depois começar a pensar nas estratégias. É importante reforçar aqui que é necessário iniciar esse projeto com tempo hábil para qualquer mudança de planos.

Claro que, algumas datas, como Natal e Dia das Mães, são conhecidas nas estratégias de marketing sazonal. Mas, você certamente encontrará alguma específica para o seu nicho e poderá fazer bom uso dessa data comemorativa, assim como as mais óbvias. Não esqueça também de que ela deve ter relação com o seu público, ok?

Ações de marketing

Uma dica interessante para adicionar às suas ações sazonais é a criação de produtos limitados e exclusivos para a data. Mas, quem trabalha com produto digital, pode também oferecer bônus temáticos ou promoções.

O legal é adaptar todo o seu design com a campanha em questão, seja no seu site, nas suas redes, nos seus e-mails, etc. Tudo para impactar o consumidor de uma forma positiva e se destacar dos concorrentes.

Com o passar dos anos, você vai avaliando as suas campanhas e descobrindo as que mais valem a pena investir. O segredo é continuar naquilo que deu certo e rever aquilo que não foi tão eficaz.

Para finalizar, lembre-se que faltam alguns meses para a Black Friday! Este é o momento ideal para começar a pensar em toda a sua campanha. E, este evento vem se fortalecendo no mundo todo como uma grande data para o marketing sazonal.

De acordo com os dados coletados pela Ebit/Nielsen, o faturamento do varejo digital de nosso país em 2019 foi de R$ 3,2 bilhões entre a quinta e a sexta-feira da Black Friday, sendo este número um aumento de 23,6% se comparado ao ano anterior. Relevante, não é mesmo?

E, se você estiver precisando conversar a respeito das melhores estratégias de marketing sazonal para a sua empresa, converse comigo! Até o próximo artigo!

Aprenda agora mesmo a deixar seu cliente satisfeito!

consumidores

É incrivelmente válido quando sua empresa consegue deixar seu cliente satisfeito. Veja nesse artigo como conquistá-lo para transformá-lo em um cliente fiel!

Será que é possível ter bons resultados para sua empresa, sem deixar o seu cliente satisfeito? Obviamente, é muito mais vantajoso quando acontece o contrário. Garantir um bom nível de satisfação da clientela é uma forma inteligente de se propagar boas recomendações sobre sua marca.


A fidelização é uma das grandes vantagens dessa prática, afinal, um cliente satisfeito poderá comprar de você novamente, diminuindo o seu custo de aquisição de cliente. E, se ele realmente gostar de toda a vivência da compra, certamente recomendará a sua marca para outras pessoas.


Além disso, sabendo como foi a experiência do cliente, além de conhecer melhor seu target, você também poderá conhecer quais são as suas falhas e onde pode melhorar.


Sendo assim, nas próximas linhas, eu vou falar para você o que realmente precisa saber para deixar o seu cliente satisfeito em todas as etapas da compra. Vamos lá!


Como deixar seu cliente satisfeito?


Ofereça outros canais de comunicação
Ter apenas as redes sociais para que seu público possa se expressar sobre sua marca, pode não ser tão legal assim, principalmente quando falamos de feedbacks negativos, não é mesmo? O cliente pode ficar chateado de não ter alguém para lhe dar uma atenção mais próxima e pode também expôr a sua marca negativamente para todos os usuários das redes.


Nesses casos, o que você deve fazer? É supersimples: aplique em seu e-commerce ferramentas de suporte ao cliente e de feedbacks. Sistemas de avaliação da experiência e um atendimento prático em tempo real são alguns exemplos que podem garantir um cliente satisfeito. Que tal investir em chatboxes ou em um bate-papo ao vivo?


Crie proximidade
Caso receba um feedback negativo, não tente achar que a pessoa está tentando destruir o seu negócio. Pelo contrário, entenda como uma dica para melhorar ainda mais os seus processos e também os seus produtos. Agradeça por mais uma oportunidade de melhoria!

Responda todas as perguntas, de maneira próxima e humanizada, e anote todas as ocorrências. Assim, seu cliente saberá que você lembra dele e irá se sentir muito mais satisfeito, não precisando repetir toda a situação, caso precise entrar em contato mais de uma vez. Segundo Kotler, em seu livro “Administração de Marketing”, se suas reclamações forem atendidas, entre 54% e 70%, dos clientes que tiveram experiências ruins, voltarão a comprar da sua empresa.


O marketing de conteúdo também é uma ótima forma de criar proximidade e engajamento. Ofereça em artigos de blog soluções que seu cliente necessita. Mostre a ele que você é exatamente o que ele estava procurando, antes mesmo de ele perceber isso. Incluir cases de sucesso em seus textos também influencia na percepção que o cliente tem da sua marca.

Fique de olho na concorrência
Busque o máximo de informações relevantes em seus concorrentes diretos. Isso porque é praticamente certeiro que um cliente, quando não satisfeito com a sua marca, procurará a satisfação que queria na concorrência.

Também não existe problema nenhum em se inspirar nas boas ações das marcas adversárias. Essa é uma boa prática principalmente para quem é novo no mercado e precisa encantar os clientes com aquilo que ele já está acostumado. Só não esqueça do diferencial, ok?

Conta para mim nos comentários se você teve um case de sucesso de um cliente satisfeito. Se preferir, compartilhe este artigo em suas redes sociais. Para mais dicas para sua empresa, é só entrar em contato. Até o próximo post!

Práticas assertivas para se destacar da concorrência

marketing de diferenciacao

Com alternativas diferentes e criativas, o relacionamento de mercado fará sua empresa se destacar da concorrência. Confira!

Você acha que, para ter bons resultados no mercado atual, basta apenas ter presença digital que tudo está resolvido? Veja bem… você pode até não estar totalmente errado, mas, além disso, é necessária uma infinidade de estratégias ou artimanhas para conseguir se destacar da concorrência. 

O momento em que estamos vivendo, onde o distanciamento social mudou significativamente o relacionamento das empresas com os clientes, exige que elas ofereçam muito mais do que simples produtos

Quer saber o que isso significa? Então, acompanhe a seguir algumas dicas que separamos para você e sua empresa se destacarem no mercado de trabalho.

Promova ações sociais para se destacar da concorrência

Também estamos em um momento onde as opiniões nas redes sociais geram incríveis discussões. Além disso, a conquista de clientes nunca foi uma tarefa fácil – motivo pelo qual é preciso ser inteligente e usar tudo isso a favor da sua empresa!

Nos últimos anos, por exemplo, a ideia de sustentabilidade e responsabilidade ambiental fortaleceu e muito entre as pessoas. As empresas também não ficaram fora dessa! Segundo um estudo da Uniethos, 90% das empresas pesquisadas reconhece a necessidade de investimentos futuros em sustentabilidade, e 58% delas acreditam que esta é uma estratégia relevante para fortalecer relações com stakeholders.

Por isso, promover ações sociais que envolvam seu target, fazendo-o reconhecer a sua empresa como apoiadora de uma causa que faz parte da visão de mundo dele, trará, além de muito engajamento, boas impressões a respeito da sua empresa. 

Tenha quem indique a sua marca

Além de gostar de empresas que se posicionem socialmente, não podemos esquecer que os usuários da internet adoram seguir influenciadores. Não é à toa que muitas pessoas estão ganhando dinheiro com vídeos no YouTube. O real motivo disso é que existem muitas pessoas que os assistem e que, de alguma maneira, são influenciadas pelo que estas pessoas comuns dizem.

Inclusive, não é de hoje que as pessoas confiam muito mais em produtos que já foram comprados e testados por alguém conhecido. É aí que o marketing de influência entra para mostrar para outras pessoas que seu produto vale a pena ser comprado. Assim, se o influenciador em questão tiver relação com o seu público, com certeza, a indicação poderá trazer grandes resultados.

Marketing de conteúdo como chamariz

Mais do que nunca, oferecer soluções para seus clientes, independente se forem do segmento B2B ou B2C, tornou-se uma prática estimada entre as empresas. Sabe por quê?

Porque é com conteúdos de qualidade que estas empresas estão fisgando seu próprio público para dentro do seu site. Criando textos criativos de blog, que tragam uma resposta de uma dúvida, mostrando a qualidade de seus produtos e que a sua empresa era exatamente o que ele estava precisando, é que empresas estão alcançando um maior engajamento com o cliente, além de maior tráfego e tempo de permanência em seus websites.

Dessa forma, é superessencial, hoje em dia, aliar algumas práticas de marketing digital como estas, junto ao marketing tradicional, para conseguir se destacar da concorrência. E, é buscando alternativas diferentes e criativas que o relacionamento de mercado gerará possíveis resultados satisfatórios.

Conhece mais alguma prática que teve efeito positivo na sua empresa? Conta pra mim nos comentários. Ou se preferir, compartilhe este artigo em suas redes sociais. Para mais dicas de marketing digital, é só entrar em contato. Nos vemos no próximo post!