03 fatores que impactam negativamente a sua loja online

Homem realiza compras em loja online

Você decide vender de maneira online e cria uma página incrível. Porém, percebe que as vendas não fluem como deveriam e que não há o engajamento do seu conteúdo. Sabe qual pode ser a razão para isso acontecer? Sua internet pode estar lenta e, como consequência, traz impactos negativos à sua loja online.

De fato, um layout pesado que sobrecarrega a conexão e cansa o visitante da página, é uma das causas para as suas vendas não acontecerem. Além desse motivo, há outros detalhes que impedem o seu sucesso na Internet.

E é neste artigo que você vai ter acesso aos fatores que fazem seu e-commerce perder leads e não finalizar vendas. Acompanhe a leitura e descubra o que afeta negativamente a sua loja online.

Qual o problema da minha loja online?

A seguir, seguem os principais motivos que afastam o comprador dos seus produtos. Após conhecê-los, você poderá corrigir as possíveis falhas do seu e-commerce e melhorar o desempenho da sua loja.

Escolher uma plataforma que não atenda às necessidades da sua loja online

A princípio, os objetivos de uma loja virtual são aumentar o poder de alcance dos produtos oferecidos e conduzir o visitante para a conclusão da compra. Em outras palavras, a loja virtual deve ser uma estrutura que possa divulgar e vender produtos.

Por isso, é crucial escolher uma boa plataforma de e-commerce. Uma vez que, ela vai garantir que todas as etapas da negociação digital funcionem da maneira correta, ou seja, sem lentidão. Além disso, a plataforma escolhida deve proporcionar uma boa navegação ao cliente e tornar a experiência de compra online satisfatória, independente do número de acessos e visitas.

Em resumo, é fundamental trabalhar com uma plataforma que seja capaz de suportar muitos acessos e visitas. E que possibilite a integração com ferramentas de gerenciamento como o ERP (Enterprise Resource Planning), em tradução livre, Sistema de Gestão Empresarial.

Disponibilizar um layout muito pesado e sem boa navegação

Em primeiro lugar, seu e-commerce deve disponibilizar ao visitante um layout que chame a atenção e se adapte a diferentes formatos, tais como: notebook, tablets e smartphones.

Ainda mais, não deve “poluir” o ambiente digital com muitos banners, fotos e gráficos. Pois, com muitos elementos visuais, o cliente tende a se distrair e, em seguida, perder o interesse na compra.

Outro ponto importante é disponibilizar um layout que facilite a trajetória de compra do cliente. Ou seja, que deixe em destaque as imagens e descrições dos produtos e, inclusive, as informações sobre as formas de pagamento e envio.

Desenvolver campanha publicitária sem preparar a página para o aumento de acessos

Com toda a certeza, divulgar os produtos e investir em campanhas publicitárias é indispensável para conquistar novos clientes e manter compradores antigos. E mais, são capazes de fortalecer sua marca no mercado e aumentar a área de atuação da sua empresa.

Mas, antes de colocar uma campanha de divulgação no ar, é preciso conferir se a plataforma da sua loja online é capaz de funcionar com o aumento expressivo de acessos e visitantes. Ou seja, é fundamental verificar se o e-commerce não vai travar com os acessos e visitas acima da média, vindos da sua campanha ou conteúdo de marketing.

Por isso, é importante entrar em contato com o servidor de hospedagem do seu site quando chegar a hora do lançamento de uma campanha publicitária.

Conclusão

Em síntese, é necessário disponibilizar uma loja virtual que divulgue os produtos e traga facilidade no momento de concluir a compra. Ainda mais, que esteja pronta para atender de forma diferenciada e ágil um grande número de compradores.

Mas, se a sua loja online não faz um planejamento, nem oferece o melhor ambiente digital ao cliente, é hora de entrar em contato com um profissional da área e agendar uma consultoria. É a consultoria que pode avaliar seu posicionamento atual e corrigir possíveis falhas do site da sua loja.

Entre em contato com minha equipe e agende um horário. Minha consultoria vai te ajudar a melhorar o desempenho digital da sua loja.

Fonte – Imagem: www.freepik.com

Conheça estratégias para gerar leads qualificados

Mão de mulher segurando sacolas de compras

Sem dúvidas, a Internet é um palco indispensável para quem quer ser visto e deseja atrair clientes. No entanto, é preciso ter estratégia para conquistar a atenção daqueles que se encaixam melhor ao perfil da sua marca e que, além disso, podem realizar compras mais expressivas e frequentes. Esses clientes com maior potencial para fechar negócio são os leads qualificados.

Ao direcionar o foco para os leads qualificados, sua empresa não gasta tempo e dinheiro com potenciais clientes que não estão prontos para concluir a venda. Além do mais, contribuem com o aumento da cartela de clientes e, por consequência, com o crescimento dos lucros do seu negócio.

Porém, chegar até esses leads com maior intenção de compra não é uma tarefa simples. Entretanto, sua empresa pode adotar alguns posicionamentos estratégicos para atrair um público mais conectado e disposto a comprar.

Acompanhe o artigo desta semana e saiba o que fazer para transformar um simples acesso ao seu site em um lead qualificado.

Leads qualificados: como chegar até eles?

Em primeiro lugar, não adianta produzir conteúdo diário e não ter foco. Via de regra, é fundamental priorizar as ferramentas certas e seguir um planejamento.

Confira abaixo o que sua empresa pode fazer para chegar até esse lead tão desejado pelo setor de vendas.

Coloque os leads em primeiro lugar

É normal buscarmos o melhor preço ou a alternativa mais vantajosa. Porém, essa postura pode não ser a ideal quando falamos em conversão de vendas. Uma vez que o consumidor tem uma infinidade de opções, se destacar em meio a tantas alternativas pode exigir alguns custos no primeiro momento.

Desse modo, não comprometa o resultado do seu conteúdo de marketing e das suas campanhas publicitárias com restrições excessivas no momento da conversão de leads. Afinal, é melhor investir R$10,00 em leads e ter uma taxa de conversão de 4% ou pagar R$50,00 e converter 40%?

Não se esqueça, o foco é na qualidade.

Capriche na landing page para gerar leads qualificados

Com toda a certeza, a sua página de vendas deve ser 100% voltada para conversão. Isto é, todos os detalhes devem ter esse propósito, desde o layout até o texto da copy, por exemplo.

Desse modo, para ter uma landing page de efeito, alguns elementos devem ser trabalhados com atenção, tais como:

  • O título principal e títulos secundários devem ser escritos de maneira objetiva e em ordem direta;
  • As imagens devem ser atrativas e representar o seu produto ou serviço;
  • A descrição do que você oferece ao público deve ser curta e bem elaborada, pois é ela que vai prender a atenção do visitante e “vender o seu peixe”;
  • Os formulários são ótimas ferramentas de conversão, por isso, não canse o visitante com informações desnecessárias, foque somente nos dados indispensáveis para a equipe de vendas;
  • O botão CTA (call to action) é onde o visitante do site vai clicar para fazer a conversão, por esse motivo, deixe ele em destaque.

Use remarketing para chegar ao melhor lead

Jamais perca o contato com alguém que, em algum momento, teve interesse na sua marca. Há muitas maneiras de demonstrar interesse, por exemplo: visita ao site, visualização de vídeos, acesso a manuais e artigos, entre outros. E, de fato, sua empresa deve acompanhar todos esses canais e, em seguida, colocar a estratégia de remarketing em prática.

Em resumo, remarketing significa reconquistar alguém que já se interessou pelo seu produto ou serviço. Por essa razão, é uma estratégia válida para atingir leads qualificados pois houve, ao menos, uma curiosidade e identificação momentânea pela sua marca. Por isso, é considerada uma estratégia eficaz para conversão.

Conclusão

Sabemos que em um cenário competitivo, utilizar estratégias de posicionamento e vendas é fundamental para conquistar clientes e aumentar a receita líquida. Por isso, contar com métodos assertivos fazem toda a diferença.

Porém, se a sua empresa ainda não adota estratégias para vender ou perde muito tempo para prospectar os melhores clientes, fique atento, pois seu empreendimento precisa de uma consultoria urgente.

Entre em contato com minha equipe e agende um horário. Será um prazer te ajudar!

Fonte – Imagem: https://www.freepik.com/

Prospecção: conheça as melhores ferramentas para atrair clientes qualificados

Homem olha plataforma de prospecção de clientes na tela do computador

Atualmente, a expressão “prospecção de clientes” não é de conhecimento exclusivo do setor de vendas. Mesmo que você atue em outra área profissional, com certeza, já ouviu esse termo em algum momento do seu cotidiano.

A propósito, a prospecção faz parte do funil de vendas – é parte integrante do espaço reservado para o primeiro contato e qualificação dos leads.

De maneira geral, podemos entender a prospecção como a tentativa de contato com clientes potenciais. Ou seja, é a busca pelos clientes certos – aqueles que apresentam maior chance de aceitar uma proposta comercial. Em poucas palavras, são aqueles que podem fechar negócio.

Porém, vale lembrar que a prospecção de clientes não segue um padrão. O processo de prospecção varia de acordo com o modelo de negócio, objetivos da empresa e mercado de atuação. Mas, algumas ferramentas digitais apresentam processos mais práticos e generalistas, que podem ser utilizadas por diferentes segmentos.

Neste artigo, vou apresentar as plataformas mais utilizadas pelos times de vendas. Além disso, o texto traz informações que podem te ajudar a escolher o método de prospecção mais apropriado para a sua empresa.

Ferramentas mais indicadas para prospecção de clientes

É inegável que o avanço tecnológico já faz parte da rotina corporativa. Em vista disso, estão disponíveis plataformas e softwares que podem aumentar a produtividade do vendedor e otimizar o contato com o cliente.

 Confira abaixo as ferramentas de prospecção de clientes mais utilizadas pelas equipes de alta performance.

Meetime

Essa ferramenta de prospecção é indicada para vendas remotas – Inside Sales. Ou seja, é indicada para o vendedor que faz a negociação no escritório e não precisa ir a campo. Seu diferencial é automatizar toda a parte operacional. Em síntese, busca agilizar o trabalho do vendedor nas etapas de: prospecção, comunicação e gestão de leads.

Além disso, disponibiliza ao usuário recursos para: realização e gravação de reuniões; acompanhamento do fluxo de contato e criação de relatórios e métricas de desempenho.

Com isso, deixa o vendedor livre para focar na abordagem e no desenvolvimento da melhor estratégia de aproximação.

Linkedin Sales Navigator

Primeiramente, a palavra-chave dessa ferramenta é segmentação. Via de regra, é a ferramenta indicada para o modelo de negócio B2B – sigla que vem do inglês Business to Business. Dessa forma, o modelo B2B é um campo restrito onde empresas vendem para empresas. De maneira geral, é a transação comercial entre pessoas jurídicas.

O objetivo dessa ferramenta é otimizar a prospecção de clientes por meio de filtros avançados de busca. Ela permite que o usuário personalize a lista de leads e priorize aqueles com maior relevância. Além disso, permite que o usuário receba alertas sobre atualizações de resultados.

De acordo com dados divulgados pelo Linkedin, usuários da plataforma fazem negociações mais lucrativas. Em geral, fecham negócios 42% maiores quando utilizam o Sales Navigator.

Geofusion

A plataforma está associada ao Geomarketing – estratégia de marketing que trabalha com uma localidade definida. Ou seja, faz o mapeamento de determinada área com o objetivo de levar às empresas informações sobre o consumidor local. Nesse sentido, a Geofusion vai permitir que o vendedor alinhe sua prospecção de clientes com seu local de atuação.

Desse modo, traz informações detalhadas sobre o perfil do consumidor e os hábitos de consumo de determinada região. Assim, o vendedor tem em mãos dados concretos que mostram onde seu produto faz mais sucesso. Além disso, aponta os locais de atuação que necessitam de um novo posicionamento de vendas.

Conclusão

Já sabemos que o mercado está cada vez mais competitivo. E que otimizar o processo de prospecção de clientes é crucial. Uma prospecção efetiva pode aumentar a produtividade da sua equipe de vendas, aperfeiçoar o fluxo de cadência e organizar as métricas de desempenho.

E, se após a leitura, você chegou à conclusão que precisa organizar suas atividades e aperfeiçoar sua estratégia de prospecção, entre em contato comigo. Minha consultoria vai analisar seu planejamento atual e corrigir possíveis falhas do processo.

Vai ser um prazer ajudar sua empresa a alcançar o sucesso.

Fonte – Imagem: www.freepik.com

E-commerce: Saiba como tirar a sua ideia do papel e começar a vender de maneira virtual

Mão segurando cartão de crédito em frente ao computador

No momento, você pode ter um número expressivo de clientes. Ou, por outro lado, talvez esteja no início da sua trajetória empreendedora. Porém, independente da fase, uma coisa é certa: é hora de entrar no cenário virtual e investir no seu e-commerce.

De acordo com dados da empresa Neotrust, em 2021, o comércio online no Brasil apresentou alta de 27%. Além disso, teve faturamento de R$161 bilhões.

Ou seja, é um campo que está em alta. Em suma, é uma oportunidade muito lucrativa.

E é no artigo de hoje que você confere os primeiros passos para criar o seu e-commerce.

Passo a passo para criar um e-commerce

A seguir, você confere como entrar, definitivamente, no comércio online.

Este passo a passo pode ser utilizado por iniciantes ou por empreendedores que já atuam com vendas e agora têm o desejo de atuar na internet.

Planejamento

Para montar o seu espaço de vendas online, você deve realizar o planejamento do seu negócio e a pesquisa do cenário de atuação.  Sendo assim, é aqui que serão definidos:

  • Recursos financeiros;
  • Fornecedores;
  • Logística;
  • Setor operacional;
  • Estratégia de vendas.

Além disso, o público-alvo também deve ser definido nessa etapa.

Regularização e conhecimento burocrático

Para manter sua empresa regularizada você pode optar pelo MEI (Microempreendedor Individual) indicado para faturamento que não ultrapasse 60 mil por ano.  Outra opção é o Simples Nacional, indicado para empresas que faturam mais – até R$ 3,6 milhões.

Além disso, você deve buscar informações sobre o Decreto Federal nº 7.962/2013, conhecido como Lei do e-commerce. De maneira geral, essa lei define como deve ser a relação comercial no cenário online.

Por fim, você deve pensar na segurança dos seus clientes. Em razão disso, deve conhecer a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Análise da melhor plataforma para o seu e-commerce

De fato, é nessa etapa que a sua loja online começa a ter identidade. Você deve escolher uma plataforma que suporte o layout e adaptações que você quer inserir na sua página.

Porém, outra opção é contratar um desenvolvedor de sites.

Descrição do catálogo de produtos e serviços

Aqui, a regra é simples: seu produto deve causar uma boa impressão. Portanto, é necessário que você se preocupe com o visual e a descrição do que você tem a oferecer. Você deve apresentar imagens com bom enquadramento e iluminação adequada. Já a descrição deve detalhar a utilidade e diferenciais de maneira clara e atrativa.

Afinal, é nessa etapa que o visitante decide se irá comprar o seu produto.

Atendimento para e-commerce

O consumidor que escolhe comprar de maneira online precisa de um atendimento específico. Afinal, esse cliente não conta com o auxílio presencial do vendedor, nem com o produto físico.

De fato, é o atendimento que trará segurança para o cliente adquirir o produto. Ainda mais, é uma ótima ferramenta de pós-venda, já que a excelência no atendimento pode não só atrair, mas fidelizar clientes. Você pode oferecer ao cliente as seguintes formas de atendimento: chat, telefone, e-mail e redes sociais.

Conclusão

Ao seguir as indicações desse artigo, você poderá criar um canal de contato direto com o cliente. Do mesmo modo, poderá ingressar em um nicho de vendas que não para de crescer. Consequentemente, terá à sua disposição mais uma fonte de lucro, pois não ficará limitado ao horário comercial.

Em resumo, com o e-commerce, seu produto fica disponível para o cliente 24h por dia.

Por fim, se você necessita de uma consultoria mais personalizada, entre em contato comigo: https://milenamancini.com.br/consultoria-de-marketing-digital/

Juntos vamos analisar suas necessidades e objetivos.

Fonte: Imagem – www.freepik.com

Datas comemorativas: Como aproveitar para aumentar as vendas?

Você já percebeu que o ano está recheado de recessos e feriados. Mas já parou para pensar que, além de descanso, as datas comemorativas significam uma oportunidade para aumentar suas vendas e lucros?

É um cenário repleto de oportunidades.

Leia o artigo e confira quais estratégias podem alavancar suas vendas nas próximas datas comemorativas.

Imagem: Pixabay

Conteúdo Evergreen e a trajetória de vendas nas datas comemorativas

Quando você utiliza essa estratégia desperta a atenção do visitante. E esse é o primeiro passo na direção do cliente potencial.

Em síntese, a estratégia é simples. É apostar em conteúdo que terá utilidade independente da data de produção.

Por exemplo, quando você fica na dúvida de quantas xícaras de açúcar são necessárias para preparar um bolo de laranja. Você pode ler a receita em qualquer dia do ano, porém a receita continuará a mesma.

Esse é o principal conceito da ferramenta: continuar relevante após um longo período. Ser atemporal.

Você oferece ao cliente um conteúdo mais elaborado e completo quando aposta nessa estratégia. Como resultado, o visitante se familiariza. Passa a te conhecer e te enxergar como referência.

Com isso, a trajetória de venda é reduzida. E é você que será lembrado(a).

Dessa forma, você ganha agilidade e antecipa as vendas no período comemorativo.

Vendas em datas comemorativas e o Marketing de conteúdo

É fundamental que você capriche no seu marketing de conteúdo.

Você deve estar pensando: “Mas o que posso fazer para o meu marketing de conteúdo dar certo?”

Você vai utilizar suas redes sociais para apresentar soluções. A ideia não é fazer propaganda direta da sua marca. O objetivo é criar uma aproximação sutil. Quando o cliente perceber já é seu seguidor e defensor.

Desse modo, você pode aproveitar sua presença virtual para trazer benefícios. Por exemplo, apontar soluções para algum problema, sanar dúvidas ou deixar formulários e manuais a disposição.

Com isso, é criada uma relação: você está presente no momento que o cliente precisa e ele, consequentemente, passa a te olhar com mais carinho.

Por fim, suas chances de vendas aumentam.

Como o tráfego pago contribui para o aumento das vendas

Esta é a estratégia que deve ser utilizada quando seu objetivo é atrair o público com anúncios publicitários na internet. Em suma, é necessário investimento para dar resultado.

Por exemplo, é quando você tem pressa para aumentar a visibilidade e acesso às suas redes sociais. Nesse caso, o visitante encontra seu anúncio e, com apenas um clique, é direcionado para seu site.

Atualmente, as principais fontes de tráfego pago são as plataformas de anúncio do Google e do Facebook.

A presença do Cross Selling nas vendas do período comemorativo

O termo pode ser desconhecido, mas com certeza você utiliza essa ferramenta nas suas vendas.

Quando você divulga a informação: “Compre uma blusa com 20% de desconto e ganhe 10% na segunda peça” ou “Compre seu par de sapatos e ganhe meias de brinde” você está utilizando Cross Selling.

Em resumo, é a estratégia de oferecer um produto adicional ao produto principal da compra.

Ou seja, é uma estratégia que incentiva o seu cliente a comprar mais.

Agora é a hora de conhecer o Up Selling

Quando você coloca em seu site informações do tipo: “Compre nosso lançamento e receba um brinde surpesa” ou “Adquira produtos da nova coleção e ganhe 10% de desconto” você coloca em atividade o Up Selling.

Up Selling é quando você incentiva seu cliente a comprar algo mais caro.

Por fim, tem a função de aprimorar a aquisição de quem compra e de aumentar o ticket médio de quem vende.

Bom, agora que você já conhece as estratégias mais indicadas para o comércio eletrônico, é só colocar a mão na massa e aumentar suas vendas.

Mas, se você gostou desse conteúdo e quer se aprofundar no assunto, então agende agora mesmo uma consultoria comigo: https://milenamancini.com.br/consultoria-de-marketing-digital/