4 pontos altos do Marketing Digital em 2019 que vão evoluir em 2020

tendências marketing digital 2020

Revisitar o passado, observando seus acontecimentos, é uma boa forma de estudar como será o desenvolvimento das próximas tendências. Afinal, a curva de aprendizagem dos usuários, pode dizer muito sobre o que vem por aí. Veja como as tendências de 2019 podem gerar novos caminhos em 2020:

1. A inteligência artificial ganha novas dimensões

Diferente do que se imaginava nos filmes do início da década passada, a inteligência artificial ainda não investe em cópias humanas, mas sim na automatização de serviços como forma de facilitar a vida dos consumidores.

Duas boas práticas que ganharam destaque em 2019 foi a automatização dos processos administrativos feitos pelo Walmart e os chatbots com voz, desenvolvidos pela empresa Eleven.

Em 2020, a promessa é de que a experiência do usuário com bots de automação seja ainda melhor e mais satisfatória, trazendo novos produtos e serviços baseados em reconhecimento facial e de voz.

2. A privacidade de dados leva ao atendimento personalizado

Se em 2019 as empresas estavam preocupadas em proteger a Big Data, agora é a vez dos clientes sentirem o reflexo do cuidado com seus dados. Por isso, chats privados para a comunicação com o cliente, que atualmente já são utilizados, tendem a crescer.

O usuário não só quer o sigilo de suas informações, como também poder se expressar livremente em um canal direto com a empresa (sem estar aberto ao público como em um tweet de reclamação ou comentários em posts do Facebook).

Para isso, o Whatsapp Business será cada vez mais requisitado, sendo um excelente mecanismo para levar também promoções exclusivas aos clientes.

3. Do Big Data de nicho a personalização da experiência

A Big Data possibilitou mapear os dados dos clientes em diversos canais e gerar informações relevantes para as empresas.

Agora é a vez de personalizar esses dados, não apenas separando por nichos, mas também por indivíduos.

Segundo pesquisa da Accenture Interactive, 91% dos usuários são mais propícios a fazerem compras de ofertas relevantes aos seus interesses. Uma tendência que pode ser aplicada diretamente em Facebook Ads e e-mail marketing.

4. Depois do sucesso dos vídeos, chegou a vez dos podcasts

Se a alguns anos os vídeos tomaram conta da internet, agora o conteúdo em áudio está em franca expansão.

Do sucesso crescente de streams no Spotify a inteligência artificial aplicada nas casas com Google Home, a tendência é de que surjam cada vez mais produtos para satisfazer a audição, assim como podcasts e áudio-blogs.

Tudo para se adequar a vida corrida do homem moderno, que quer consumir informação de qualidade, porém passa muito tempo em trânsito, por exemplo, e não pode parar para fazer uma boa leitura.

Não existe fórmula mágica, para criar estratégias de valor no marketing digital é preciso que haja muito estudo e análise. O ano de 2020 trará reflexos do que foi implantado em 2019, somado ao comportamento do público e de novas necessidades geradas pelo mercado.

Fique de olho também em realidade aumentada e não esqueça do conceito omnichannel para atingir seu cliente.

Quer saber mais novidades sobre marketing digital? Segue meu perfil no Insta! https://instagram.com/milenamancinimarketing

Um abraço e até breve!

Milena Mancini

7 Tendências para o e-commerce brasileiro em 2020

Tendências E-commerce 2020

Esse artigo publiquei há alguns dias no Portal Escola de E-commerce. Alguns, pela relevância, coloco aqui também. Mas tem outros conteúdos por lá, dá uma olhada. 😉

Já estamos em fevereiro de 2020 e ainda permanecem algumas dúvidas a respeito do que vai fazer a diferença no e-commerce brasileiro este ano. São cada vez mais tecnologias, recursos, apps e ferramentas que prometem aumentar as vendas e mudar a experiência do cliente. Mas para facilitar um pouco, abordarei nesse artigo sete tendências para sua empresa investir e obter resultados com sua loja online.

Voice Commerce

Essa é uma modalidade de compra feita virtualmente, realizada através do uso do comando de voz. Já foi aposta em 2019 e segue como tendência para o ano de 2020. Pesquisas realizadas pela ComScore dizem que metade dos pedidos online realizados no ano terão pelo menos um feito por comando de voz.

A popularização de assistentes como Alexa e Siri tende a crescer, possibilitando cada vez mais o uso do comando de voz para realizar compras online. Os assistentes de voz, que já eram usados para atividades rotineiras, como para pesquisar no Google, ou traçar uma rota no trânsito, passam a ser incorporadas em atividades mais complexas, como comprar online por comando de voz. E-commerces como de supermercados, que oferecem compras automáticas, podem se beneficiar ainda mais com esse uso.

B2B

O Business to Business, ou B2B, está em processo de expansão no mercado digital. Esse tipo de comércio on-line, que é basicamente e-commerces que vendem para outras empresas, vão faturar cada vez mais. Dados da Frost & Sullivan estimaram que até o final de 2019 e-commerces B2B já iriam faturar o total de US$ 6,6 trilhões. Em 2020 a tendência é que esse número aumente.

Transparência com o seu público

Se você pensa em construir uma marca é importante ser transparente com o seu cliente. A transparência é cada vez mais um fator positivo no crescimento do seu e-commerce. Isso se deve ao fato de que com o crescimento das redes sociais as pessoas ganharam voz como consumidores, podendo expressar suas opiniões, desejos e necessidades de forma fácil e natural, tornando a transparência no relacionamento da marca com o consumidor uma verdadeira necessidade. Além de ser uma questão de ética profissional, é uma tendência que também é um método para aumentar as vendas da sua loja a médio e longo prazo.

Versão Mobile

Com o crescimento no uso de smartphones para compras, é essencial ter uma versão da sua loja virtual para mobile. Implemente funcionalidades específicas e otimizadas na capacitação dos dispositivos móveis, pois é importante pensar na experiencia do cliente como um consumidor, e a partir disso diminuir os obstáculos ao usuário que dificultam a ida até o carrinho de compras. O ideal é que ele acesse clicando apenas uma vez, sem ter que passar por etapas que não são necessárias e só tornam o trajeto mais lento. O usuário quer agilidade e comodidade, ofereça isso a ele sempre, prioritariamente.

Priorize a simplificação de outros elementos, como por exemplo o resgate de senhas e o histórico de compras – que devem ser fáceis de acessar. Apresente o custo de entrega através da localização do cliente, e o mais importante: ofereça opções de pagamento para smartphones.

A tendência é que as lojas foquem na experiência que seu cliente terá ao acessar seu e-commerce. Ao dar devida atenção aos detalhes, a marca irá se diferenciar da concorrência.

Realidade aumentada

A realidade aumentada é um elemento interessante para a experiência de compra do consumidor. Através dela sua loja pode oferecer ferramentas que aumentem a probabilidade de conversão. Muitas lojas virtuais tem usado esse artifício, como por exemplo marcas de tinta que apresentam a possibilidade do usuário testar cores em suas paredes virtualmente, ou lojas de móveis que oferecem a experiência de  ver como um móvel ficaria em determinado espaço da casa.

Logística

Em um país de dimensões continentais como o Brasil, e que não possui uma rede de transportes muito variada, a questão logística tende a se tornar um problema, impedindo, muitas vezes, que marcas alcancem consumidores mais distantes com eficiência e/ou rapidez.

Diante a isso, algumas empresas têm investido cada vez mais em um processo otimizado. Pontos de retirada de mercadoria tem tido um grande crescimento, pois eles diminuem o preço do frete, atraindo mais clientes, e tornando a compra do produto muito mais fácil e acessível para os usuários. Dessa forma a logística é facilitada e o consumidor torna-se possível para sua empresa alcançar.

Descrição de Produtos

A tendência é que a descrição dos produtos evolua consideravelmente em 2020. A grande aposta é que a descrição de produtos feita através de vídeos aumente, focando assim na experiência do consumidor.

Se formos pensar na finalidade da descrição de produtos, teremos como resposta a curiosidade e a busca por informações dos clientes por cores, materiais que o produto foi feito, medidas e outros detalhes que são muito melhor visualizados em um vídeo demonstrativo. E-commerces voltados para a área de moda, por exemplo, se beneficiam muito com o uso desse formato.

Outras tendências importantes poderiam ter sido listadas, como os ChatBots e o Social Selling, mas podemos tratar deles em um próximo conteúdo. E você, tem alguma aposta? Se sim, deixa aqui nos comentários!

E se você gostou desse post te convido a saber mais seguindo meu perfil no Instagram, em @milenamancinimarketing.