Personas e Usuários do Instagram: qual a relação entre eles?

instagram personas

Alguns usuários do Instagram possuem características essenciais para construir as Personas da sua marca. Confira alguns exemplos a seguir!

Para começar, acredito que você já sabe um pouquinho sobre o que são personas e como isso impacta na criação de materiais de marketing. Certo?

Além disso, é importante entender que existe uma grande diferença entre persona e público-alvo. Mas, caso você ainda não consiga fazer essa distinção, é só clicar aqui para acessar este artigo e você entender com detalhes todas as diferenças. Mas, não se preocupe que darei uma breve explicação sobre Personas a seguir. Vamos lá? Acompanhe nas próximas linhas:

Buyer Personas

As buyer personas, ou apenas personas mesmo, são, basicamente, representações fictícias dos clientes ideais que a sua marca tem. As personas possuem características essenciais para conhecer a fundo quem é o seu cliente.

Confira alguns exemplos de características que você pode coletar para a construção das as Personas da sua marca a seguir:

  • um nome fictício;
  • como é o seu cotidiano;
  • como é o estilo de vida da persona;
  • onde ele(a) trabalha;
  • o que costuma comprar;
  • onde costuma comprar;
  • quais redes sociais está cadastrada;
  • quais são os seus valores;
  • quais são os seus hobbies;
  • quais suas dúvidas frequentes;
  • quais são as dores acerca do seu produto;
  • quais são os seus mais profundos desejos;
  • e muito mais!

Trata-se de uma técnica de marketing que facilita na hora da criação dos seus materiais, na comunicação com o cliente e muito mais. Especialistas afirmam que “com o uso de personas, as vendas geradas nos sites avaliados aumentaram em 124%”.

Interessante, não é mesmo? Bom, agora que você já é quase um profundo conhecedor do que é uma Persona, vou te mostrar, de uma forma bem criativa, alguns pontos bem interessantes sobre tipos de Personas e com que tipo de usuário de Instagram elas se parecem.

O perfil do cliente

Nem preciso dizer que entender a fundo quem é o seu cliente e como ele se comporta na internet é a melhor forma de conseguir resultados de sucesso para a sua empresa. Afinal, se você tem ciência de como ele age, sente e se comunica na internet, é muito mais tranquilo e fácil de se fisgar a sua atenção para quem sabe garantir uma venda, não é mesmo?

Sabe aquele brilho nos olhos que desperta quando você encontra aquele produto que realmente tem tudo a ver com a sua personalidade? É para isso que serve o conhecimento profundo do consumidor, para despertar este mesmo sentimento nos seus clientes ideais.

Agora, vamos conferir estes tipos de Personas que traçamos para você. Confira se ele lembra “alguém” no seu perfil do Instagram!

Persona “Não sabe o que quer”

Esse aqui olha, pergunta, mas talvez não leve nada. Às vezes, eles só querem conhecer a sua marca.

Procuram, pesquisam, mas preferem uma certa distância na hora da venda. E, se você for insistente, ele desiste na hora!

Quer coletar algumas informações, para, quem sabe, se um dia surgir o interesse, ele compre de você. Pode ser uma persona difícil, mas deve ser tratada com cordialidade como todas as outras.

Persona “Caçadora de Desconto”

Essa Persona está sempre de olho em todas as marcas concorrentes. Tudo para garantir aquele desconto especial na hora de finalizar a compra.

Não é aquele cliente que consome muito. Porque, para ele, o mais importante é quanto ele vai pagar.

É um superpesquisador de produtos e preços, e prefere comprar daquela marca que vai oferecer mais por menos. Mas, mesmo sendo um caçador de cupons, ele provavelmente está de olho em todos os movimentos da sua marca e também merece uma atenção especial.

Persona Stalkeadora

Esse cliente é aquele tipo de usuário que está sempre fazendo pesquisas de produtos, mas não compra muita coisa, não.

Olha o seu feed inteirinho, mas nunca tem certeza se vai adquirir ou não aquele produto. Tem que ser convencido de que vai fazer um bom negócio para fechar o carrinho.

Ele precisa de muita informação ou de uma indicação de algum influenciador para ter certeza que é o seu produto que ele quer. É aquele usuário que você precisa dar uma atenção extrema, detalhando tim tim por tim tim o seu serviço. Além disso, é preciso nutrir esse relacionamento muito bem para que ele se sinta confiante em comprar de você.

Persona Diretíssima

Essa persona já sabe o que quer antes mesmo de perguntar. É superdecidida sobre onde vai investir o seu dinheiro, porque já pesquisou o suficiente para isso.

O atendimento com este cliente tende a ser bem rápido e, se esse usuário gostar mesmo de sua marca, provavelmente pode se tornar uma Persona Fã.

Não precisam de muitas explicações, mas também gostam de ganhar a atenção de uma marca. E quem não gosta, não é mesmo?

Persona Fã de Carteirinha

O fã da sua marca é aquele usuário que é totalmente leal a sua empresa ou serviço. Parece até que trabalha para você, pois, além de sempre comprar, ele ainda promove a sua marca para os seus seguidores.

Normalmente, está sempre satisfeito com o seu trabalho e concorda com todo o universo que a sua marca se propõe a oferecer. É aquele fã de carteirinha mesmo, que até gera mais engajamento para o seu perfil.

Isto é, ele está sempre interagindo, comentando, dando likes e gosta de acompanhar tudo o que está acontecendo. Esse é aquele cliente digno de atenção e de um atendimento favorecido.

Conseguir encontrar semelhança com algum cliente da sua marca no Instagram? Para mais informações sobre criação de personas, conte com a nossa equipe especializada em marketing digital! Entre em contato agora mesmo, clicando aqui!

O Design na Decisão de Compra: como um impacta o outro?

design decisao compra

O que tem a ver o design na decisão de compra? Saiba que a decisão de compra de um cliente é fortemente impactada pelo design. Confira mais sobre o assunto!

Você sabia que ao comprar um produto que lhe chamou a atenção, você foi altamente influenciado pelo design na decisão de compra? É bem provável que isso realmente tenha acontecido!

Afinal, ao escolher produtos nas prateleiras dos supermercados, ao finalizar o pedido em uma loja virtual e até no momento de contratar um serviço, existem inúmeros fatores que podem te influenciar a decidirse é aquilo mesmo que você quer.

Esses fatores foram feitos para te conduzir inconscientemente a uma nova etapa da jornada de compra do marketing. O design na decisão de compra é um destes grandes fatores e tem papel primordial em todo esse processo.

Isso porque é ele quem passa mensagens por meio de imagens, cores e outras especificidades que traduzem o que é aquela marca. Ele é aquele elo de ligação imprescindível entre o produto e o público-alvo.

Quer saber mais sobre o design na decisão de compra? Acompanhe com a gente nos próximos parágrafos:

Os reflexos do design na decisão de compra

Em tempos de pandemia e era 4.0, não adianta “apenas postar” nas redes sociais e fazer anúncios na internet. Você precisa, sem sombra de dúvidas, conhecer a fundo o seu público-alvo. Além disso, é preciso ter em mente alguns outros fatores que influenciam diretamente na decisão de compra do seu cliente.

Considerando tudo isso e trabalhando bem com o design, é possível passar uma imagem muito mais certeira da sua marca, além de encantar seu cliente de forma correta. Inclusive, é uma maneira prática de evitar desperdícios com campanhas que, provavelmente, não dariam muito certo.

Agora, vamos falar um pouco mais sobre as etapas da jornada de compras, o poder de influência sob o consumidor e como o design pode ajudar nisso tudo! Veja só:

Jornada de Compra: o que isso significa?

Pode ser que levem anos, mas, pode ser que leve apenas alguns minutos para que o seu cliente decida que irá mesmo finalizar aquela compra. Tudo depende de algumas informações acerca do produto e também do perfil do consumidor.

Quando falamos, por exemplo, da compra de um imóvel, dificilmente o interessado irá logo na imobiliária com o dinheiro contado e o apartamento escolhido para comprar. Esse processo normalmente leva semanas ou até meses para escolher o imóvel ideal e realizar o financiamento, não é mesmo?

Então, podemos perceber que, neste caso, a decisão de compra acontece em um período mais longo. Afinal, é preciso muita pesquisa, conversar com muitas pessoas e levar em consideração uma série de requisitos.

Porém, se prestarmos atenção aos produtos de menor valor agregado, como um sapato em uma lojinha virtual, perceberemos que, na maioria das vezes, é quase que instantânea a decisão de compra do cliente. Em poucos cliques, o produto já foi decidido e comprado pelo cliente.

Contudo, nas duas situações, as etapas de compra são as mesmas e isso acontece mesmo tendo alguns aspectos externos influenciadores da decisão. Algumas pessoas, além de tudo, podem nem perceber esses aspectos que, muitas vezes, foram pensados por anos.

Mas, o que um bom Designer toma em conta quando sabe realmente trabalhar com Branding? Sem dúvida nenhuma são estes aspectos:

  • classe social;
  • fatores psicológicos;
  • aspetos culturais;
  • personalidade;
  • faixa etária;
  • círculo social;
  • lifestyle;
  • e muito mais!

Todos esses pontos são estudados minuciosamente para que se consiga entender a fundo quem é a persona daquela marca, como ela se comporta, o que gosta de fazer e até quanto dinheiro consegue movimentar. São características que contribuem para, além de criar suas campanhas, construir uma identidade visual condizente com o público-alvo e suas expectativas.

A Jornada de Compra

#1 O surgimento de uma dúvida

Tudo começa a partir de uma dúvida ou uma necessidade do consumidor. Às vezes, trata-se apenas de um sonho ou uma vontade daquela pessoa.

Ao compreender quais são as reais necessidades do consumidor, fica muito mais fácil de se fisgar algumas vendas, não é mesmo? E, antes de criar um anúncio ou uma arte para suas redes, o design é trabalhado para servir a essas necessidades do público-alvo – quando não as cria.

#2 A solução dos problemas

No momento em que o target começa a pesquisar sobre aquela necessidade, buscando conhecer um pouco mais sobre aquele serviço ou produto que está interessado, ele já partiu para a segunda fase da jornada de compra. Aqui ele está um pouco vulnerável e aberto para receber informações sobre aquela dúvida.

Um ponto-chave para influenciar na decisão de compra é sempre estar presente no dia a dia do consumidor. Anúncios de remarketing, por exemplo, são estratégias bem diretas para essa fase. Afinal, quem não é visto, não é lembrado.

Além disso, é quase que óbvio dizer que o site precisa estar bem otimizado e com informações distribuídas de forma clara e concisa. A navegabilidade precisa ser imprescindivelmente intuitiva e com imagens de bastante qualidade. Você também pode explorar os recursos das redes sociais, iniciando por lá o contato com a sua persona.

Vale lembrar que, nos dias de hoje, o consumidor sempre está buscando informações a respeito daquilo que deseja. Logo, é preciso prestar bastante atenção na comunicação e na experiência do usuário para atender às necessidades destes clientes superexigentes.

#3 A decisão de compra

Falando nisso, é preciso ressaltar que, mesmo que ele clique no botão de “finalizar a compra”, é mais que necessário pensar em toda a experiência que ele leva até tomar essa atitude. Se houver quaisquer fatores que dificultem a compra, ele pode abandonar o carrinho na hora, e não é isso que você quer não é mesmo?

Por isso, para as lojas virtuais, é indispensável que as informações de pagamento sejam de fácil compreensão e visualização para o usuário. Em outras palavras, tudo deve ser bem claro e bem objetivo.

Aqui, um bom trabalho de design pode garantir com que a navegação aconteça de forma fluida e interativa. Satisfazendo as necessidades e os olhos do consumidor.

Motivos de se ter um trabalho profissional de Design

Não importa qual nicho, produto ou serviço que você presta ou faz parte, é mais do que necessário contratar um excelente profissional de Design para transmitir corretamente o conceito e o valor de uma empresa.

Inclusive, o design está presente em todos os processos estratégicos de um marketing eficiente. Trata-se de uma ferramenta valiosa no processo de atrair clientes para as empresas.

O próximo passo é assegurar que tudo isso funcionará da melhor maneira possível. Para isso, conte com a nossa equipe especializada em marketing digital! Entre em contato agora mesmo, clicando aqui!

3 Dicas para definir os melhores Canais para as suas Campanhas

canais de marketing

Encontrar os canais certos para as suas campanhas de marketing faz com que elas sejam muito mais bem sucedidas. Conheça a seguir 3 grandes dicas para definir os seus!

Você já parou para pensar que há poucos anos apenas os canais de massa, como a TV e o rádio, eram a única forma de comunicação entre o público e as empresas, de uma maneira ainda bem padronizada? Isso nos faz refletir sobre como a área do marketing está em constante mudanças, não é mesmo?

Obviamente, os processos no ambiente de trabalho de uma equipe de marketing também evoluíram à medida em que os anos foram passando, trazendo novas formas de desenvolver estratégias e práticas ainda mais complexas.

Por isso, vim te ajudar neste texto a encontrar qual o canal mais conveniente para começar o planejamento das suas campanhas e, assim, definir aqueles mais oportunos para a sua empresa. Vamos lá? Acompanhe comigo a seguir:

Passo a passo para definir seus melhores canais

Passo #1 – Construção das Personas

Para estabelecer quais são os melhores canais de marketing para as estratégias das campanhas da sua empresa, é preciso pensar primeiramente em suas Personas.

Isso é, você deve saber quem exatamente será impactado com as suas peças. Para isso, você precisa mapear quem é o seu público-alvo e construir suas Personas, ou a figura dos seus clientes ideais.

Trata-se de um exemplo fictício de um cliente que tem o perfil que se encaixa perfeitamente aos consumidores do seu produto. Tendo ao menos uma Persona bem definida, fica muito mais fácil de se explorar o que seus clientes gostariam de receber e como interagir com eles nas redes sociais ou outros canais.

Passo #2 – Jornada do consumidor

Mapear a jornada do consumidor também é uma das formas para se descobrir qual o seu canal ideal. Mas, você deve estar se perguntando, como assim jornada do consumidor?

É simples! A jornada do consumidor é como o usuário se comporta até finalizar a compra. Ou seja, onde ele faz a busca do seu produto e como ele a faz. Ou melhor, quais passos ele segue para se tornar efetivamente um cliente.

Dessa maneira, você irá oferecer o conteúdo certo, ou até mesmo o anúncio certo, no melhor momento para convencer o cliente. Sabendo quais são os melhores canais para se atrair e para se relacionar com os usuários, suas campanhas, com certeza, serão mais eficazes.

Passo #3 – Variações de cada canal de marketing

Agora é a hora de ter em mente que cada canal escolhido terá uma função específica. Por isso, você deve verificar quais são aqueles que mais se encaixam com as suas estratégias de campanha e – não podemos esquecer – com a(s) sua(s) Persona(s).

Escolhidos os canais, você deve levar em conta os formatos que serão apresentados em cada um deles, assim como quais são os conteúdos mais relevantes para se trabalhar em cada canal.

Agora que você chegou até aqui e aprendeu essas 3 dicas incríveis sobre como escolher os melhores canais de marketing para estruturar as campanhas da sua empresa, te convido a assistir ao meu vídeo sobre Jornada de Compras: você sabe em qual momento seu cliente está?

Para saber mais, converse comigo. Estarei à disposição para te apresentar as melhores estratégias para a sua marca! 😉

Como usar o TikTok em sua estratégia de Marketing Digital

TikTok

Os profissionais de marketing digital precisam constantemente se atualizar sobre as novidades do mercado e o TikTok é uma delas.

Essa rede social já mostrava sinais de se tornar uma febre mundial no fim de 2019, quando se tornou a quarta maior rede social do mundo em número de usuários e o terceiro aplicativo mais baixado tanto na App Store quanto na Google Play Store. O isolamento social decorrente da pandemia da COVID-19 deu um boom para o aplicativo. Por isso, vamos entender como ele funciona e como é possível usar o TikTok na estratégia de marketing digital.

O que é o TikTok?

Para saber se vale a pena investir no TikTok na sua estratégia de marketing, primeiro precisamos entender o aplicativo. O TikTok App é uma plataforma de vídeos curtos, lançada em 2016 na China, disponível para Android e iOS. Através dele os usuários podem criar e editar diretamente no aplicativo vídeos de até 15 segundos (ou uma sequência de 60) ou fazer o upload de arquivos editados fora do app. Dentro do TikTok, o usuário tem à sua disposição uma variedade de filtros e músicas.

Em 2018, o aplicativo também chinês Musical.ly, que permitia aos usuários cantar músicas “ao lado” de cantores famosos   — a tela era dividida ao meio, de um lado uma gravação do cantor cantando trechos da canção e do outro o vídeo do usuário, de forma que eles faziam um dueto — ficou extremamente popular e foi incorporado ao TikTok, contribuindo para sua popularidade.

Como usar o TikTok no marketing do meu negócio?

Os números são impressionantes. No final de março, o TikTok foi o segundo app mais baixado na web e apenas na Google Play Store teve 1 bilhão de downloads. Os dados oficiais do Brasil ainda não foram divulgados, mas estima-se que mais de 7 milhões de brasileiros estejam no aplicativo. O sucesso em nosso país é visível com a entrada de diversas celebridades e pessoas influentes e nos diversos vídeos que se tornam virais inclusive nas outras redes, depois de fazerem sucesso no TikTok.

Mas antes de investir nessa rede social, é importante considerar alguns pontos.

O público do TikTok

Primeiramente, o público do aplicativo está majoritariamente na faixa etária entre 16 e 24 anos. Este é o seu público alvo? Se sim, investir no TikTok pode ser extremamente eficaz para se aproximar do seu consumidor. Se não, é provável que você não encontre o seu cliente nesta rede. É claro que, com o tempo e com a inscrição de novos usuários, esse cenário pode mudar.

Outro ponto é que o aplicativo ainda não é de uso massivo Brasil, mas sua popularidade vem aumentando de forma exponencial nos últimos meses. A presença da sua marca no TikTok pode te colocar à frente da concorrência.

O TikTok possui uma segmentação extremamente eficaz

Ainda pensando no público, algo muito positivo no TikTok é sua inteligência artificial que faz com que o conteúdo que chega ao usuário seja extremamente segmentado de acordo com os interesses e com o que ele se engaja na rede.

A forma como ele funciona, mostrando um vídeo atrás do outro, também aumenta essa interação com o conteúdo. Segundo o Bussiness of Apps, os usuários passam 50 minutos por dia no aplicativo.

O que postar no TikTok?

De forma geral, o TikTok tem uma veia humorística e descontraída. Os vídeos que viralizam são de humor, dublagem de música e de hashtag challenges – geralmente ao som de músicas do momento, inclusive esses desafios ajudaram no desempenho de hits como Say So da Doja Cat e Dance Monkey de Tones and I.

Por isso, se sua empresa tem um tom mais formal e sério, é mais difícil encontrar reverberação no TikTok. Porém, existem perfis que produzem conteúdos mais sérios, como dicas de aprendizado, e que apresentam bom engajamento. Afinal, quando falamos de redes sociais nada é definitivo, o próprio Instagram surgiu como uma rede para fotógrafos profissionais compartilharem seu trabalho, objetivo que foi se adequando até chegar à proposta atual.

Marcas como Guess e Calvin Klein já lançaram campanhas de hashtag challenges no TikTok e tiveram ótima repercussão. A hashtag #InMyDenim da Guess estimulava que usuários compartilhassem looks e teve 37 milhões de visualizações.

Portanto, se for criar conteúdo para sua empresa no TikTok explore as hashtags, pense em criar um challenge, poste vídeos do dia a dia da empresa, de demonstrações rápidas do produto, etc.

Assim como nas outras redes sociais, também é possível anunciar através de influenciadores. Segundo pesquisa da Infobase Interativa, 72% dos usuários do app seguem influenciadores e 50% confiam na recomendação dessas personalidades.

De olho no sucesso, foi criado o TikTok Ads. Apesar de não estar em português, é possível usá-lo, porém a criação da conta não é aprovada automaticamente. No Brasil, o acesso ainda é restrito, mas a tendência é que se torne uma ferramenta mais acessível conforme o aplicativo populariza-se por aqui.

O TikTok é uma forma de engajar seus clientes e construir uma relação mais próxima.

A chave do TikTok, com vídeos descontraídos e curtos, é a dinâmica e proximidade com os usuários. Muito se fala da tendência de desglamourazição das redes sociais, o público está cansando da imagem super produzida e dos feeds extremamente organizado do Instagram, e o TikTok é um meio que surge neste contexto de humanização.

O consumidor atual cada vez mais busca ter uma relação próxima com as marcas e quer se identificar com o propósito daquilo que consome, por isso, o TikTok se apresenta como um novo canal com grande potencial para o branding das empresas, seja com conteúdo próprio ou através de influenciadores.

Explore o TikTok e analise sua estratégia de negócios atual: sua persona, seus objetivos, seu propósito; se eles casam com o aplicativo, comece a postar!

Vídeo de YouTube.com/projetualcomunicacao. Inscreva-se!