As vantagens do e-mail marketing

email marketing

Para além das redes sociais, as estratégias de marketing podem se beneficiar de outras tecnologias, sendo o e-mail uma das mais vantajosas.

Presente no meio digital desde os primórdios da internet, muita coisa mudou, muitos servidores deixaram de existir, surgiram redes sociais, formas de produzir conteúdo, mas o e-mail se manteve intacto e, hoje, é um ponto crucial em uma boa estratégia de marketing.

Embora muitas pessoas já considerem o e-mail uma tecnologia ultrapassada, ele ainda é o canal de comunicação mais utilizado no mundo todo, contando com 4,03 bilhões de usuários.

E se você quer mostrar relevância e fidelizar clientes, está na hora de pensar nas formas estratégicas de utilizar o e-mail. Ficou curioso? Então confira o artigo de hoje!

O que é e-mail marketing?

Mais do que um e-mail personalizado, o e-mail marketing é uma estratégia para estreitar relações com clientes e fidelizá-los.

Você com certeza já criou uma conta em alguma loja e passou a receber e-mails periódicos com ofertas, promoções e outras novidades da loja, certo? Mas já parou para analisar a forma como esse e-mail se comunica com você?

Nesse tipo de e-mail, é comum uma comunicação mais informal, começando pela saudação, a tratativa pelo nome do cliente.

Neste e-mail você também consegue personalizar a ponto de oferecer produtos que realmente sejam do interesse do cliente, baseado em suas recentes compras, pesquisas de opinião, enquetes etc.

Vantagens para o cliente

Por ser uma comunicação personalizada, as vantagens do e-mail marketing é, justamente, a personalização do relacionamento com o cliente com interações exclusivas e, consequentemente, a transformação da jornada de compra.

Além disso, com o e-mail marketing o cliente fica mais seguro sabendo que vai receber coisas que realmente sejam do seu interesse, que despertam o interesse para acompanhar o seu negócio em outras plataformas.

Vantagens para sua empresa

Um bom e-mail marketing é preciso e atraente. Se você já está familiarizado com as técnicas de marketing de conteúdo, fica mais fácil entender a estrutura do e-mail marketing.

Sabendo da importância da responsividade de sites, redes sociais e demais plataformas para dispositivos móveis, tenha em mente que o mesmo deve ser considerado para os e-mails.

Considerando os aplicativos de e-mail, de quais formas você pode criar um e-mail atraente e assertivo para o seu cliente? O design ajuda na visualização? O título está chamativo? Você está oferecendo tudo o que pode nesse e-mail ou está só enrolando?

O ideal é escrevermos um e-mail bem informativo para cada etapa: um e-mail de boas-vindas já oferecendo alguns produtos, e-mail mostrando as novidades, e-mails comemorativos, etc.

Entendendo toda essa estrutura, fica mais fácil e mais barato criar estratégias. O resultado é ótimo e o investimento acaba sendo menor, sem a necessidade de muitas extravagâncias.

Mantenha o foco

Não esqueça que o e-mail marketing também deve ter suas métricas analisadas. É importante saber o que deu certo e o que deu errado, quantas pessoas desejam continuar recebendo seus conteúdos e quem se descadastrou da sua lista.

Aproveite essas informações para oferecer melhorias, inovar e surpreender!

E se você quer implementar uma estratégia de e-mail marketing e não sabe por onde começar, fale comigo!

Terei prazer em auxiliar sua empresa de acordo com as suas necessidades.

A relação entre a conexão emocional e o marketing

conexão emocional

Você já se interessou por um serviço ou produto após ver um comercial ou anúncio de uma peça envolvente, que emocionou ou trouxe boas lembranças? Se já, você com certeza teve um envolvimento emocional com uma marca.

E, apesar de parecer irrelevante, essa é uma das formas mais importante de se conectar com seu público e clientes em potencial: por meio das emoções.

Para você entender melhor a importância da conexão emocional para realizar boas vendas e, claro, destacar-se no mercado, preparamos esse artigo. Acompanhe!

Por que ‘conexão emocional’?

No livro “Marketing 3.0”, o autor Philip Kotler explica que nossa era é a “era dos valores”, portanto, em vez de tratar as pessoas como simples consumidoras, os profissionais de marketing devem tratá-las como o que elas são de verdade: seres humanos plenos, com mente, coração e espírito.

Dito isso, podemos entender que hoje as pessoas não querem mais consumir passivamente. As pessoas estão com seu senso crítico cada vez mais apurado, e procuram consumir de marcas e empresas cujos valores estejam alinhados com os seus.

Para exemplificar, algumas palavras-chave passaram a se destacar no mercado como formas de atribui valores às marcas: sustentabilidade, respeito, acessibilidade, equidade, diversidade, etc.

Você com certeza já viu essas palavras relacionadas à algumas marcas, e elas resumem bem o que Kotler fala sobre o anseio de transformação para um mundo melhor: em um mundo confuso, as pessoas buscam empresas que abordem suas mais profundas necessidades de justiça social, econômica e ambiental em sua missão, visão e valores.

Como criar conexão emocional?

Agora que você compreende melhor o que é a conexão emocional, pergunte-se: quais são os meus valores enquanto empresa? O que tenho a oferecer ao meu público?

Antes de responder essa pergunta, é importante conhecer bem o seu público: o que ele gosta, pelo que ele se interessa, o que defende, o que critica, o que espera do seu serviço ou produto, o que você tem a oferecer para tornar a vida dessas pessoas melhores, o que você pode fazer para contribuir para um mundo melhor.

Não espere fazer coisas grandiosas em um primeiro momento. Pequenas ações já fazem a diferença, como o atendimento humanizado, a honestidade com seus clientes, a demonstração e a prova de que sua empresa e sua marca são de respeito e segurança.

Peça feedbacks (e use-os!)

Ninguém gosta de ser ignorado, certo? Então se você pede feeback sobre um serviço ou produto e se receber uma resposta negativa, não ignore. Pelo contrário, essa é a oportunidade de mostrar os seus pontos positivos, que você respeita o consumidor e que você está sempre disposto a melhorar.

Se você estabelece uma comunicação com seu público, esteja preparado para os dias bons e ruins. Haverão elogios, mas também críticas. Isso não significa que você fracassou, mas que há sempre um ponto que pode – e deve! – ser melhorado. E bom desempenho da sua marca diante da concorrência e do mercado depende disso: do seu consumidor.

Esse artigo foi um pequeno resumo sobre a importância da conexão emocional com as estratégias de marketing. Entenda que atingir o consumidor é a sua meta, mas, para isso, deve-se pensar em estratégias assertivas, efetivas e sinceras.

Se você quer saber mais sobre o assunto e como trabalhar as emoções na estratégia da sua empresa, entre em contato comigo. Ficarei feliz em ajudar!

Como criar Conexão com seus clientes?

Conexão com Clientes

Ao longo da minha carreira na Comunicação, uma das coisas em que eu mais insisto é o seguinte: trabalhar com redes sociais não termina quando publicamos um post.

O Marketing de Conteúdo vai exigir muito mais se a sua marca realmente desejar criar presença no mundo digital. Quem busca criar Conexão com seus clientes precisa usar todos os meios digitais ao seu favor. Venha comigo e descubra como fazer isso.

Atual cenário das redes sociais no Brasil

O atual cenário das redes sociais no Brasil é de ascensão, pois elas servem como canais de comunicação entre marcas e consumidores.Por um lado, o seu consumidor pode tirar dúvidas sobre o seu negócio e entender mais sobre o seu nicho. Por outro, serve como uma vitrine para que a sua marca possa mostrar o melhor ao seu consumidor.

Atendimento de qualidade em seus canais digitais é a garantia do sucesso

É importante lembrar também que o consumidor de hoje não aceita mais conversas unilaterais, por isso, é de extrema importância investir em um SAC de qualidade, capaz de responder de forma assertiva as dúvidas dos seus possíveis e-shoppers.

O SAC é um serviço essencial para o seu negócio, pois é a partir dele que as marcas aprendem a ouvir e a aceitar a opinião do mercado e dos clientes.

Além disso, é super importante saber aproveitar as oportunidades, pois comentários como “tenho dúvidas…” “preciso de ajuda…” “como faço para…” podem te dar a chance de responder sugerindo um conteúdo, serviço ou produto. Você ajuda o seu potencial cliente e ainda promove a sua marca.

Leia também: Entender a jornada de compra do cliente pode te ajudar a vender mais

Por que é importante ouvir o seu consumidor?

Seu consumidor pode sugerir ideias de ações e campanhas de como trabalhar a sua marca. É um olhar novo de uma pessoa que está realmente interessada em te ajudar. Saber ouvir é a garantia de sucesso.

De acordo com uma pesquisa publicada pela CEB Marketing Leadership Council, em 2015, para 79% dos consumidores, a conexão com a marca é um fator decisivo na hora da compra.

Ainda de acordo com dados da mesma pesquisa, 64% dos usuários que acreditam que a conexão é decisiva na hora de comprar algo, acabam pagando pelo produto ou serviço quando se conectam com a marca, por isso, é fundamental que a sua marca traga um atendimento humanizado e personalizado para cada um dos seus consumidores.

Quanto mais você ouve seus consumidores, melhor vão ser seus conteúdos, suas interações, seus relacionamentos, e, claro, as experiências de compra dos seus clientes. No meu ponto de vista, criar conexão com os clientes é essencial para mostrar ao consumidor que atrás de toda marca, há pessoas.

Criar Conexão com seus clientes é uma verdadeira arte

Para criar conexão e encantar seus clientes, além de saber ouvir, uma forma de criar conexão é através de conteúdos ricos que sanem, de forma genuína, as dúvidas destes grupos.

E lembre-se: todos os dias, oportunidades surgem do atendimento nas redes sociais e, por isso, é preciso ficar atento para encontrar formas de aproveitar essas interações e identificar formas de surpreender seu potencial cliente. Não perca a oportunidade, hein.

Mas você não precisa fazer tudo isso sozinho, se você deseja criar conexão com seus consumidores, você pode contar comigo. A Projetual, agência de comunicação que eu fundei, é especialista quando o  assunto é Marketing Digital e Branding, então se tiver qualquer dúvida, entre em contato comigo.

Marketing de Relacionamento: entenda o essencial para fidelizar clientes

marketing_relacionamento

O objetivo do Marketing de Relacionamento é comunicar-se com o público certo, proporcionando experiências positivas para fidelizar o cliente. Saiba mais a seguir!

O que precisamos fazer para manter um relacionamento? Comunicar-se e ter alguém para ouvir é um exemplo básico de relação entre duas pessoas. Dessa forma, ao aplicar esse tipo de conexão entre marca e cliente, estamos trabalhando com Marketing de Relacionamento.

Sabe quando você se identifica com os produtos, mas principalmente com os princípios e visão de mundo que uma marca tem? Isso acontece porque algumas empresas de sucesso apostam fielmente na criação de experiências positivas para o seu público.

Isso envolve toda uma construção de marca, estratégias de fidelização, formação de autoridade em seu nicho e etc. Mas, para quê se dar o trabalho de fazer tudo isso? Será que vale mesmo a pena investir em Marketing de Relacionamento? Vamos conferir nas próximas linhas a resposta para estas perguntas:

Marketing de Relacionamento: o que isso significa?

Em poucas palavras, os principais objetivos da criação de estratégias de Marketing de Relacionamento são:

  • conquistar clientes novos;
  • manter aqueles já capturados; e
  • fazer com que eles adorem a sua marca!

Além disso, é interessante sempre produzir materiais para que a sua marca seja reconhecida como referência aos usuários. Para isso, você deve oferecer algo interessante o suficiente para o seu público perceber que você sabe do que está falando e para fazer a sua marca sempre ser lembrada por proporcionar boas experiências.

Como isso funciona?

O Marketing de Relacionamento é mais que capturar clientes. Estamos falando de técnicas para gerar pessoas que amem a sua marca! Para isso, é necessário sempre nutrir a comunicação, oferecendo oportunidades de se vivenciar algo prazeroso.

Como todo relacionamento, é necessário criar meios de dar continuidade à relação e de ir aumentando de nível à medida em que o tempo vai passando. Isso pode acontecer de variadas maneiras, porém sempre pensando em médio e longo prazo.

É uma forma de aproximar o seu cliente, fazendo com que ele obtenha as respostas que queria mais rápido do que imaginava, assim como a empresa que também terá um retorno instantâneo. Oferecendo informações antes mesmo de o usuário perguntar alguma coisa, a percepção que ele tem da sua marca atinge um nível mais satisfatório e as chances de ele comprar de você também aumentam significativamente.

Sem falar que se você realmente conquistou o coração de um cliente, as chances de ele contar para todos como foi legal comprar de você e como você proporciona experiências maravilhosas aumenta exponencialmente, não é mesmo? A “jogada” aqui é criar oportunidades para que o marketing de boca à boca também aconteça!

Influenciando a compra

Além de todas estas grandes vantagens apresentadas acima, é importante entender que trabalhar com Marketing de Relacionamento também pode ser um grande instrumento de influência na decisão de compra. Isto é, quando o cliente estiver decidido que comprará o produto “x”, a primeira marca que ele irá lembrar deve ser a sua!

Mantendo este contato constante com o seu público, é mais fácil de educar o cliente e ajudá-lo a perceber que o seu produto é exatamente o que ele estava procurando. Assim, a produção de conteúdo é um dos maiores aliados das estratégias de Marketing de Relacionamento.

Agora que você já sabe como é vantajoso aplicar técnicas de Marketing de Relacionamento para garantir mais lucros para a sua empresa, entre em contato que te direi como proporcionar experiências digitais maravilhosas ao seu público. Até mais!

Aprenda agora mesmo a deixar seu cliente satisfeito!

consumidores

É incrivelmente válido quando sua empresa consegue deixar seu cliente satisfeito. Veja nesse artigo como conquistá-lo para transformá-lo em um cliente fiel!

Será que é possível ter bons resultados para sua empresa, sem deixar o seu cliente satisfeito? Obviamente, é muito mais vantajoso quando acontece o contrário. Garantir um bom nível de satisfação da clientela é uma forma inteligente de se propagar boas recomendações sobre sua marca.


A fidelização é uma das grandes vantagens dessa prática, afinal, um cliente satisfeito poderá comprar de você novamente, diminuindo o seu custo de aquisição de cliente. E, se ele realmente gostar de toda a vivência da compra, certamente recomendará a sua marca para outras pessoas.


Além disso, sabendo como foi a experiência do cliente, além de conhecer melhor seu target, você também poderá conhecer quais são as suas falhas e onde pode melhorar.


Sendo assim, nas próximas linhas, eu vou falar para você o que realmente precisa saber para deixar o seu cliente satisfeito em todas as etapas da compra. Vamos lá!


Como deixar seu cliente satisfeito?


Ofereça outros canais de comunicação
Ter apenas as redes sociais para que seu público possa se expressar sobre sua marca, pode não ser tão legal assim, principalmente quando falamos de feedbacks negativos, não é mesmo? O cliente pode ficar chateado de não ter alguém para lhe dar uma atenção mais próxima e pode também expôr a sua marca negativamente para todos os usuários das redes.


Nesses casos, o que você deve fazer? É supersimples: aplique em seu e-commerce ferramentas de suporte ao cliente e de feedbacks. Sistemas de avaliação da experiência e um atendimento prático em tempo real são alguns exemplos que podem garantir um cliente satisfeito. Que tal investir em chatboxes ou em um bate-papo ao vivo?


Crie proximidade
Caso receba um feedback negativo, não tente achar que a pessoa está tentando destruir o seu negócio. Pelo contrário, entenda como uma dica para melhorar ainda mais os seus processos e também os seus produtos. Agradeça por mais uma oportunidade de melhoria!

Responda todas as perguntas, de maneira próxima e humanizada, e anote todas as ocorrências. Assim, seu cliente saberá que você lembra dele e irá se sentir muito mais satisfeito, não precisando repetir toda a situação, caso precise entrar em contato mais de uma vez. Segundo Kotler, em seu livro “Administração de Marketing”, se suas reclamações forem atendidas, entre 54% e 70%, dos clientes que tiveram experiências ruins, voltarão a comprar da sua empresa.


O marketing de conteúdo também é uma ótima forma de criar proximidade e engajamento. Ofereça em artigos de blog soluções que seu cliente necessita. Mostre a ele que você é exatamente o que ele estava procurando, antes mesmo de ele perceber isso. Incluir cases de sucesso em seus textos também influencia na percepção que o cliente tem da sua marca.

Fique de olho na concorrência
Busque o máximo de informações relevantes em seus concorrentes diretos. Isso porque é praticamente certeiro que um cliente, quando não satisfeito com a sua marca, procurará a satisfação que queria na concorrência.

Também não existe problema nenhum em se inspirar nas boas ações das marcas adversárias. Essa é uma boa prática principalmente para quem é novo no mercado e precisa encantar os clientes com aquilo que ele já está acostumado. Só não esqueça do diferencial, ok?

Conta para mim nos comentários se você teve um case de sucesso de um cliente satisfeito. Se preferir, compartilhe este artigo em suas redes sociais. Para mais dicas para sua empresa, é só entrar em contato. Até o próximo post!