O que é Branding e por que ele importa para a sua empresa?

branding

Você já se deparou com símbolos e ícones diversos que, sem precisar de qualquer palavra associada, você sabe que representa uma empresa? Seja uma maçã mordida, um cartão roxo ou três listras, fica evidente que estamos nos referindo às marcas Apple, Nu Bank e Adidas.

Mas por que isso acontece? Quais estratégias são criadas para que as pessoas (e clientes em potencial) reconheçam uma marca e se reconheçam nessa marca?

Se você tem um negócio e quer fortalecer a imagem e agregar valor à sua empresa, está na hora de conversarmos sobre o branding. Acompanhe no artigo de hoje!

O que é uma marca?

Antes de nos aprofundarmos no branding, precisamos entender o básico: a marca. Afinal, o que é uma marca?

A definição de marca é:  “Marca é todo sinal distintivo, visualmente perceptível, que identifica e distingue produtos e serviços, bem como certifica a conformidade dos mesmos com determinadas normas ou especificações técnicas”.

No entanto, o conceito de marca é mais complexo, afinal, ela é a representação simbólica de uma entidade.

Mas isso não se restringe a um logotipo, uma tipografia, um símbolo. O conceito de marca engloba aquilo que você representa.

Umas das definições mais famosas sobre o conceito de marca, principalmente no marketing, é do Jeff Bezos, CEO da Amazon: “Marca é o que as pessoas dizem sobre você quando você não está no quarto”.

Dito isso, marca é o que você mostra para o mundo e o que o mundo pensa de você.

O que é branding?

Agora que o conceito de marca foi um pouco mais explicado (é importante ressaltar que esse conceito é mais complexo e amplo, porém, no artigo de hoje, vamos focar mais no conceito de marketing), qual é o papel do branding nisso tudo?

O branding é um conjunto de ações e estratégias que uma empresa realiza para transmitir seus valores e cultura, de forma a impactar positivamente seus clientes, o público consumidor, o mercado e, por que não, o mundo.

Essas estratégias são pensadas e geridas para resultado a longo prazo, pois são diversos processos que englobam elementos visuais e textuais de forma a melhorar a percepção do público consumidor em relação a uma marca e, consequentemente, aumentar seu valor no mercado.

Com boas estratégias de branding, uma marca passa a ser estimada e desejada, transformando clientes em fãs, o objetivo de toda marca.

Por que o branding é importante?

É importante que a sua marca tenha uma personalidade e um propósito, afinal, como falamos em outro artigo, as pessoas não são mais consumidoras passivas. As pessoas hoje consomem de marcas e empresas cujos valores e ações correspondam às suas crenças pessoais.

E é importante na criação do conceito da sua marca falar ao público o porquê da sua existência, qual o seu objetivo, como vai impactar e mudar o mundo dessas pessoas.

Lembre-se que uma marca que trabalha bem essa conexão emocional é uma marca que consegue transformar clientes em evangelistas, verdadeiros fãs dispostos a defender uma marca.

Gostou deste artigo e quer mais dicas de marketing para o seu negócio? Então não deixe de acompanhar o meu blog, semanalmente você irá encontrar artigos sobre marketing e empreendedorismo.

Mas, se você quer fazer o seu negócio decolar com estratégias assertivas para o seu segmento, entre em contato comigo. Ficarei feliz em ajudar!

BBB 2021: 3 lições que Gil do Vigor pode ensinar à sua marca

Fonte: https://todateen.uol.com.br/wp-content/uploads/2021/02/Gilberto-1.jpg

A Projetual Comunicação publicou recentemente um artigo sobre uma das participantes do BBB 2021 que mais se destacou no digital. E para complementar este assunto, eu preparei este texto para te mostrar 3 lições que Gil do Vigor pode ensinar a sua marca. Vem comigo?

BBB 2021

O Big Brother Brasil 2021 vai, sem dúvidas, deixar saudades. Essa edição conquistou recordes nunca antes vistos. Só para se ter uma ideia, a eliminação da cantora Karol Conka contou com 99% de rejeição. Mas não de ódio vive o telespectador, o Brasil também caiu de amores por Gil do Vigor e Juliette Freire, os novos queridinhos do país.

Autenticidade e coerência são as marcas para o sucesso

O primeiro passo que você precisa entender sobre BBB é que cada um dos participantes é uma marca, nem sempre eles vão agradar o público, mas o que não pode faltar em cada um deles é autenticidade e coerência. Quem deseja se destacar precisa investir em uma imagem que gere confiança. Isso vale para os participantes, mas também para o seu negócio.

Erre, mas reconheça

Gil do Vigor foi, sem dúvidas, um dos grandes protagonistas do BBB 2021. Até Tiago Leifert, apresentador do programa, revelou que o participante elevou tanto o nível do programa que as próximas seletivas vão ser ainda mais difíceis para os novos candidatos ao reality.

Gil não teve uma trajetória linear. Ele foi de mocinho a vilão e novamente caiu nas graças do público. O que diferenciou sua trajetória da de outros personagens que tiveram alta rejeição no programa foi o fato de Gil reconhecer seus erros e buscar formas de repará-los.

De mocinho a vilão e de vilão a humano. Imagem: Em Off.

Converse com seus públicos

Seus públicos precisam entender o que a sua marca deseja transmitir. O Gil ficou famoso na edição por fazer VT com o público. O participante não podia ver uma câmera que conversava com ela, dizia seus desejos, suas aspirações e, frequentemente, pedia desculpas por suas ações na casa.

Ao estabelecer esse contato direto com o telespectador, Gil não dava margens para a interpretação, ele mesmo assumia os seus posicionamentos. E este é o comportamento que o seu negócio deve mostrar, principalmente, no digital.

O que Gil do Vigor pode ensinar a sua marca?

Gil do Vigor pode ensinar a sua marca a ter autenticidade, assumir os erros e ter uma comunicação clara e assertiva com os públicos. Quem busca sair na frente da concorrência não deve ter medo de se arriscar. Se você está seguindo esses passos, eu acredito que você está no caminho certo.

Lembre-se: não existe uma fórmula mágica para o sucesso, o que há é coerência, consistência e trabalho duro. Muitas empresas me procuram para construir uma imagem forte para suas marcas. Mas isso só ocorre quando estes elementos estão presentes.

Atualmente, Gil já é o participante homem mais seguido de todas as edições do Big Brother, ele é uma grande case de sucesso quando o assunto é autenticidade e acredito que você também pode se tornar. Seja criativo e deixe a ousadia invadir a sua marca.

Gostou desse conteúdo? Acompanhe o meu blog, toda semana tem artigos para te mostrar novos caminhos para construir uma imagem forte para a sua marca. E se quiser uma consultoria, entre em contato comigo, vou te ajudar a elaborar uma estratégia personalizada para sua empresa deslanchar no digital.

O Design na Decisão de Compra: como um impacta o outro?

design decisao compra

O que tem a ver o design na decisão de compra? Saiba que a decisão de compra de um cliente é fortemente impactada pelo design. Confira mais sobre o assunto!

Você sabia que ao comprar um produto que lhe chamou a atenção, você foi altamente influenciado pelo design na decisão de compra? É bem provável que isso realmente tenha acontecido!

Afinal, ao escolher produtos nas prateleiras dos supermercados, ao finalizar o pedido em uma loja virtual e até no momento de contratar um serviço, existem inúmeros fatores que podem te influenciar a decidirse é aquilo mesmo que você quer.

Esses fatores foram feitos para te conduzir inconscientemente a uma nova etapa da jornada de compra do marketing. O design na decisão de compra é um destes grandes fatores e tem papel primordial em todo esse processo.

Isso porque é ele quem passa mensagens por meio de imagens, cores e outras especificidades que traduzem o que é aquela marca. Ele é aquele elo de ligação imprescindível entre o produto e o público-alvo.

Quer saber mais sobre o design na decisão de compra? Acompanhe com a gente nos próximos parágrafos:

Os reflexos do design na decisão de compra

Em tempos de pandemia e era 4.0, não adianta “apenas postar” nas redes sociais e fazer anúncios na internet. Você precisa, sem sombra de dúvidas, conhecer a fundo o seu público-alvo. Além disso, é preciso ter em mente alguns outros fatores que influenciam diretamente na decisão de compra do seu cliente.

Considerando tudo isso e trabalhando bem com o design, é possível passar uma imagem muito mais certeira da sua marca, além de encantar seu cliente de forma correta. Inclusive, é uma maneira prática de evitar desperdícios com campanhas que, provavelmente, não dariam muito certo.

Agora, vamos falar um pouco mais sobre as etapas da jornada de compras, o poder de influência sob o consumidor e como o design pode ajudar nisso tudo! Veja só:

Jornada de Compra: o que isso significa?

Pode ser que levem anos, mas, pode ser que leve apenas alguns minutos para que o seu cliente decida que irá mesmo finalizar aquela compra. Tudo depende de algumas informações acerca do produto e também do perfil do consumidor.

Quando falamos, por exemplo, da compra de um imóvel, dificilmente o interessado irá logo na imobiliária com o dinheiro contado e o apartamento escolhido para comprar. Esse processo normalmente leva semanas ou até meses para escolher o imóvel ideal e realizar o financiamento, não é mesmo?

Então, podemos perceber que, neste caso, a decisão de compra acontece em um período mais longo. Afinal, é preciso muita pesquisa, conversar com muitas pessoas e levar em consideração uma série de requisitos.

Porém, se prestarmos atenção aos produtos de menor valor agregado, como um sapato em uma lojinha virtual, perceberemos que, na maioria das vezes, é quase que instantânea a decisão de compra do cliente. Em poucos cliques, o produto já foi decidido e comprado pelo cliente.

Contudo, nas duas situações, as etapas de compra são as mesmas e isso acontece mesmo tendo alguns aspectos externos influenciadores da decisão. Algumas pessoas, além de tudo, podem nem perceber esses aspectos que, muitas vezes, foram pensados por anos.

Mas, o que um bom Designer toma em conta quando sabe realmente trabalhar com Branding? Sem dúvida nenhuma são estes aspectos:

  • classe social;
  • fatores psicológicos;
  • aspetos culturais;
  • personalidade;
  • faixa etária;
  • círculo social;
  • lifestyle;
  • e muito mais!

Todos esses pontos são estudados minuciosamente para que se consiga entender a fundo quem é a persona daquela marca, como ela se comporta, o que gosta de fazer e até quanto dinheiro consegue movimentar. São características que contribuem para, além de criar suas campanhas, construir uma identidade visual condizente com o público-alvo e suas expectativas.

A Jornada de Compra

#1 O surgimento de uma dúvida

Tudo começa a partir de uma dúvida ou uma necessidade do consumidor. Às vezes, trata-se apenas de um sonho ou uma vontade daquela pessoa.

Ao compreender quais são as reais necessidades do consumidor, fica muito mais fácil de se fisgar algumas vendas, não é mesmo? E, antes de criar um anúncio ou uma arte para suas redes, o design é trabalhado para servir a essas necessidades do público-alvo – quando não as cria.

#2 A solução dos problemas

No momento em que o target começa a pesquisar sobre aquela necessidade, buscando conhecer um pouco mais sobre aquele serviço ou produto que está interessado, ele já partiu para a segunda fase da jornada de compra. Aqui ele está um pouco vulnerável e aberto para receber informações sobre aquela dúvida.

Um ponto-chave para influenciar na decisão de compra é sempre estar presente no dia a dia do consumidor. Anúncios de remarketing, por exemplo, são estratégias bem diretas para essa fase. Afinal, quem não é visto, não é lembrado.

Além disso, é quase que óbvio dizer que o site precisa estar bem otimizado e com informações distribuídas de forma clara e concisa. A navegabilidade precisa ser imprescindivelmente intuitiva e com imagens de bastante qualidade. Você também pode explorar os recursos das redes sociais, iniciando por lá o contato com a sua persona.

Vale lembrar que, nos dias de hoje, o consumidor sempre está buscando informações a respeito daquilo que deseja. Logo, é preciso prestar bastante atenção na comunicação e na experiência do usuário para atender às necessidades destes clientes superexigentes.

#3 A decisão de compra

Falando nisso, é preciso ressaltar que, mesmo que ele clique no botão de “finalizar a compra”, é mais que necessário pensar em toda a experiência que ele leva até tomar essa atitude. Se houver quaisquer fatores que dificultem a compra, ele pode abandonar o carrinho na hora, e não é isso que você quer não é mesmo?

Por isso, para as lojas virtuais, é indispensável que as informações de pagamento sejam de fácil compreensão e visualização para o usuário. Em outras palavras, tudo deve ser bem claro e bem objetivo.

Aqui, um bom trabalho de design pode garantir com que a navegação aconteça de forma fluida e interativa. Satisfazendo as necessidades e os olhos do consumidor.

Motivos de se ter um trabalho profissional de Design

Não importa qual nicho, produto ou serviço que você presta ou faz parte, é mais do que necessário contratar um excelente profissional de Design para transmitir corretamente o conceito e o valor de uma empresa.

Inclusive, o design está presente em todos os processos estratégicos de um marketing eficiente. Trata-se de uma ferramenta valiosa no processo de atrair clientes para as empresas.

O próximo passo é assegurar que tudo isso funcionará da melhor maneira possível. Para isso, conte com a nossa equipe especializada em marketing digital! Entre em contato agora mesmo, clicando aqui!

Marcas estão falando de BBB mesmo não patrocinando o programa

big_brother_brasil

De quem ama até quem odeia, todos estão falando de Big Brother Brasil. O reality show tem ganhado novos telespectadores ano após ano, especialmente entre o público jovem. As marcas inteligentes estão antenadas e aproveitando essa febre para interagir com seu público.

É um tema tão debatido nas redes sociais que até o Twitter lançou dicas para marcas se engajarem na conversa, mesmo que não patrocinem o programa.

Por que todos estão falando de BBB?

Já faz alguns anos que redes sociais sempre se movimentam a partir do reality, discutindo todos os lances do programa, produzindo memes e torcidas. O boom aconteceu mesmo com a edição de 2020, que contou com celebridades e influenciadores entre os participantes, engajando ainda mais o público.

Os números da edição atual falam por si só: nas capitais São Paulo e Rio de Janeiro, a estreia do BBB21 teve respectivamente 49 e 52% de participação pela televisão (porcentagem de televisores sintonizados no programa), como apurou a Folha. A audiência superou a edição de 2020, que já havia batido recordes.

Já nas redes sociais, outra métrica importante é acompanhar o número de seguidores dos participantes do programa: 72 horas depois da divulgação, os “brothers” acumulavam juntos  impressionantes 113 milhões de seguidores, segundo o site Gshow.

As marcas estão entrando na conversa

A edição 2021 do BBB conta com patrocinadores de peso, como Coca Cola, Amstel, PicPay, Americanas e outros. A participação dessas empresas no programa tem efeitos reais perante o público, como foi o caso do McDonald’s: enquanto patrocinava uma “prova de resistência” do programa nos dias 5 e 6 de fevereiro, a busca pela empresa no Google subiu mais de 100%.

Contudo, até marcas concorrentes, que não participam do time de patrocinadores, estão falando de BBB. Elas escolhem participantes, comentam lances, fazem piadas.

Foi o caso, por exemplo, do Burger King. Eles se engajaram depois que uma prova da Coca-Cola deu a “liderança” do programa para uma participante pouco gostada pelo público. A marca fez uma provocação citando concorrentes da Coca:

Tweet do perfil oficial do Burger King Brasil. Imagem: Reprodução.

O Giraffas, outra empresa que não patrocina o programa, brincou no seu perfil do Twitter sobre como ela seria uma “participante” ideal:

Perfil oficial do Giraffas falando de BBB no Twitter. Imagem: Reprodução.

A Claro Brasil, empresa que patrocinou a edição 2020 do programa, não quis ficar de fora, mesmo não sendo mais patrocinadora. Ela engajou seus seguidores no Twitter desde o início:

Post da Claro Brasil no Twitter no dia da estreita do BBB21. Imagem: Reprodução.

Dicas para começar a engajar o público da sua marca

As marcas que estão fazendo sucesso falando de BBB nas redes sociais estão acertando em pontos específicos: conhecimento sobre o programa, momentos ideais para interação e noção das conversas do momento.

Basicamente, estar falando de BBB neste momento não é apenas pelo bom humor mas aproveitar uma oportunidade de ouro: se engajar numa conversa que todos estão tendo. Feita da maneira certa, as marcas podem ter ações para conquistar novos seguidores e fidelizar ainda mais os já existentes.

Contudo, entender por que e como realizar essas ações passa por conhecer bem o seu público-alvo. Será que a persona da sua marca também está falando de BBB neste momento? Antes de você começar, é importante entender bem o que sua audiência espera de você.

Quer melhorar a comunicação da sua marca e deixá-la alinhada com as tendências? Entre em contato. Vem fazer seu negócio se destacar! 😉

Como as cores podem ajudar a conquistar mais clientes?

paleta de cores

O design é algo incrivelmente relevante para fisgar a atenção dos clientes. As cores são os elementos que mais podem te ajudar na influência da compra. Confira como a seguir!

Desde seus produtos, seu cartão de visitas até em seu próprio site, as cores presentes são grandes influenciadoras da decisão de compra do cliente. Sabe o porquê?

Elas conseguem transmitir percepções ou sentimentos perante as coisas. E, quando falamos de negócios, as cores escolhidas para o seu podem fortificar a visão que seu cliente tem de você, ou não

Por isso, e para garantir a boa imagem da sua empresa, confira comigo mais um pouquinho a respeito do poder de influência das cores na hora de fisgar clientes. Vamos lá?

Psicologia

Segundo a psicologia das cores, ao enxergar uma determinada cor, nossos olhos entram em contato com nosso sistema nervoso, fazendo com que nosso sistema endócrino libere pela tireóide hormônios que alteram o nosso ânimo, nossas emoções e até o nosso jeito de agir.

Para falar a verdade, 85% do porquê de você ter escolhido comprar de uma marca se dá por causa das cores que ela transmite em seu branding. Ou seja, as cores estão diretamente relacionadas às nossas lembranças e emoções.

A influência das cores

Agora que você já sabe que as cores geram forte influência na percepção da sua marca e consequentemente na decisão de compra, é legal pesquisar a fundo o que cada uma quer transmitir.

Por exemplo: o amarelo inspira otimismo, atenção, etc. Já o vermelho, indica paixão ou perigo. O azul, calma e confiança, verde é saúde e natureza, laranja é energia e animação. O roxo e o violeta nos remontam à sabedoria e ao poder, mas também podem estar relacionados à criatividade. O rosa lembra romance, feminilidade ou ainda irreverência. Preto é a cor do requinte e da seriedade, e o branco da pureza, da simplicidade.

Eu gosto muito do laranja e do roxo em minha comunicação. As duas cores trazem criatividade, trazem ousadia, trazem aquele ânimo que reflete em minha constante vontade de trazer ótimos resultados para as empresas, junto de muita inspiração e sabedoria para isso.

Da mesma forma, para influenciar positivamente a experiência do cliente com a sua marca, é importante pensar nas seguintes questões:

  • “Quem é” a sua empresa?
  • Quem é seu público-alvo?
  • O que você quer transmitir com a sua marca?

Pantone

Além disso, uma dica valiosa para desenvolver seus produtos é ficar ligado nas cores que a Pantone divulga todos os anos. Principalmente se você trabalha com moda, decoração ou design, é imprescindível estar atento a estas tendências.

Assim, especialistas da Pantone Color Institute pesquisam a fundo o mercado mundial e selecionam a cor que mais influenciará o ano em questão. Para 2021, temos duas cores indicadas pelo instituto, que são a 13-0647 chamada Illuminating, e a 17-5104 chamada Ultimate Gray.

Qual a sua paleta?

Para converter e atrair ainda mais clientes para a sua empresa, lembre-se que a apresentação dela deve ser coerente com a ideia ou conceito que você se propõe a oferecer. Ela deve contar uma história “junto com” e “para” o cliente.Precisando de qualquer informação ou ajuda para criar o branding de sua marca e assim atrair muito mais clientes, conte comigo! Basta entrar em contato que estou à sua disposição.