Marketing de Conversação: Como funciona? Quais as vantagens?

Tela de celular com ícones de mensagens

Você não está satisfeito com a conversão de leads? Acha que o seu percentual de vendas pode melhorar? Já pensou em aumentar a qualidade do seu atendimento e suporte ao cliente? Se respondeu sim para alguma das perguntas acima, você precisa conhecer o Marketing de Conversação.

Em primeiro lugar, o Marketing de Conversação, também chamado de Marketing Conversacional, é uma estratégia que foca no relacionamento da marca com o consumidor. Via de regra, trabalha com o atendimento personalizado em tempo real. Ou seja, atua com um posicionamento mais humanizado e pode ser aplicada em qualquer etapa do funil de vendas.

Você quer mais informações sobre o desempenho e vantagens dessa estratégia que está em alta no mercado? Então, é só acompanhar o artigo de hoje. Boa leitura!

Como o Marketing de Conversação funciona?

É muito provável que, ao acessar o site de uma empresa de telefonia ou instituição bancária, apareça no canto da sua tela uma janela de diálogo que faz uma saudação amigável e pergunta como pode te ajudar. Em alguns casos, é comum um avatar ou personagem fictício automatizado (que representa a empresa) conduzir o atendimento com soluções pré-definidas.

E você já parou para pensar que essa postura mais informal ou padronizada das empresas pode ser uma estratégia do Marketing de Conversação?

Em resumo, você utiliza a estratégia de Marketing de Conversação quando interage com o cliente ou lead por meio de ferramentas de automação. Além de sites, pode se adaptar em outras plataformas, tais como: WhatsApp, Facebook Messenger, Telegram e sistemas de call center e lojas online.

Marketing de Conversação: quais as principais ferramentas?

A seguir, conheça as principais ferramentas dessa estratégia.

Chatbot

Antes de qualquer coisa, você sabia que a janela de diálogo que aparece em alguns sites com a intenção de atender de maneira padrão é o chatbot?

Isto é, o chatbot é um software criado para conversar com o visitante da página de maneira mais simplificada. Além disso, pode sanar dúvidas básicas por meio de um atendimento imediato.

De maneira geral, o atendimento via chatbot acontece com o uso de mensagens instantâneas e segue um script. Em suma, o visitante digita palavras-chaves ou escolhe opções que descrevem sua necessidade. Em seguida, o software envia respostas padrão com o objetivo de trazer rapidez para o atendimento.

Chat online

Sem dúvidas, é uma ferramenta atual e versátil. Ainda mais, pode ser utilizada em diferentes estágios do processo de interação com o visitante. Ou seja, desde o momento que o lead visita o seu site e inicia o diálogo para tirar dúvidas, até a etapa de pós-venda e retenção do cliente.

Nos dias de hoje, é uma ferramenta muito utilizada por grupos acadêmicos e bancos digitais. De fato, o setor de atendimento e SAC do Nubank, por exemplo, é todo automatizado e sua fonte principal de interação é o chat.

Assistente virtual

A princípio, as assistentes virtuais têm certa semelhança com o chatbot. Porém, uma das diferenças é o tom informal e humanizado. Além do mais, outra diferença é a forma de armazenamento e o processamento dos dados do usuário.

Em vista disso, elas são altamente versáteis e também podem auxiliar em todo o processo de atendimento: desde a pré-venda até o pós-venda. De maneira geral, são programadas para atuar em tarefas distintas, como: organização de contatos e arquivos digitais, produção de relatórios, monitoramento de e-mails, entre outros.

Não apenas isso, sua função é gradual. Em outros termos, isso significa que a sua interação com o usuário melhora quando capta dados e informações.

A Alexa (assistente virtual da Amazon) e a Siri (assistente virtual da Apple) são as mais famosas do mercado. Já no ramo empresarial, as assistentes virtuais mais conhecidas são a Nat (da empresa de cosméticos Natura) e a Lu (representante virtual da loja de departamento Magazine Luiza).

Marketing de Conversação: quais as vantagens para a minha marca?

De maneira geral, as principais vantagens para as empresas que usam as ferramentas de Marketing Conversacional são: a redução dos custos operacionais, melhor gestão de tempo, o aumento da capacidade de respostas e atendimentos mais ágeis. Ou seja, proporciona economia e aumento da produtividade.

Ainda mais, outro benefício do Marketing de Conversação é a possibilidade de colher dados dos visitantes, leads e clientes. Com isso, a empresa tem em mãos informações atuais que podem contribuir com o engajamento, o encantamento do cliente e a correção de possíveis falhas na jornada de compra do consumidor.

Conclusão

Com toda a certeza, o Marketing de Conversação é uma estratégia que aproxima a marca do seu público-alvo. Não apenas isso, também proporciona uma humanização da marca e torna a empresa uma participante ativa no dia a dia do consumidor.

Acima de tudo, é uma estratégia que busca aprimorar o processo de atendimento e interação. Além disso, traz benefícios reais tanto para a empresa, como para quem consome.

Se você deseja aperfeiçoar a atuação da sua empresa no mercado e quer criar conexão com o cliente, entre em contato com a minha equipe. Agende uma consultoria agora mesmo. Não perca tempo!

Fonte – Imagem: www.freepik.com