Artigos

Como as cores podem ajudar a conquistar mais clientes?

paleta de cores

O design é algo incrivelmente relevante para fisgar a atenção dos clientes. As cores são os elementos que mais podem te ajudar na influência da compra. Confira como a seguir!

Desde seus produtos, seu cartão de visitas até em seu próprio site, as cores presentes são grandes influenciadoras da decisão de compra do cliente. Sabe o porquê?

Elas conseguem transmitir percepções ou sentimentos perante as coisas. E, quando falamos de negócios, as cores escolhidas para o seu podem fortificar a visão que seu cliente tem de você, ou não

Por isso, e para garantir a boa imagem da sua empresa, confira comigo mais um pouquinho a respeito do poder de influência das cores na hora de fisgar clientes. Vamos lá?

Psicologia

Segundo a psicologia das cores, ao enxergar uma determinada cor, nossos olhos entram em contato com nosso sistema nervoso, fazendo com que nosso sistema endócrino libere pela tireóide hormônios que alteram o nosso ânimo, nossas emoções e até o nosso jeito de agir.

Para falar a verdade, 85% do porquê de você ter escolhido comprar de uma marca se dá por causa das cores que ela transmite em seu branding. Ou seja, as cores estão diretamente relacionadas às nossas lembranças e emoções.

A influência das cores

Agora que você já sabe que as cores geram forte influência na percepção da sua marca e consequentemente na decisão de compra, é legal pesquisar a fundo o que cada uma quer transmitir.

Por exemplo: o amarelo inspira otimismo, atenção, etc. Já o vermelho, indica paixão ou perigo. O azul, calma e confiança, verde é saúde e natureza, laranja é energia e animação. O roxo e o violeta nos remontam à sabedoria e ao poder, mas também podem estar relacionados à criatividade. O rosa lembra romance, feminilidade ou ainda irreverência. Preto é a cor do requinte e da seriedade, e o branco da pureza, da simplicidade.

Eu gosto muito do laranja e do roxo em minha comunicação. As duas cores trazem criatividade, trazem ousadia, trazem aquele ânimo que reflete em minha constante vontade de trazer ótimos resultados para as empresas, junto de muita inspiração e sabedoria para isso.

Da mesma forma, para influenciar positivamente a experiência do cliente com a sua marca, é importante pensar nas seguintes questões:

  • “Quem é” a sua empresa?
  • Quem é seu público-alvo?
  • O que você quer transmitir com a sua marca?

Pantone

Além disso, uma dica valiosa para desenvolver seus produtos é ficar ligado nas cores que a Pantone divulga todos os anos. Principalmente se você trabalha com moda, decoração ou design, é imprescindível estar atento a estas tendências.

Assim, especialistas da Pantone Color Institute pesquisam a fundo o mercado mundial e selecionam a cor que mais influenciará o ano em questão. Para 2021, temos duas cores indicadas pelo instituto, que são a 13-0647 chamada Illuminating, e a 17-5104 chamada Ultimate Gray.

Qual a sua paleta?

Para converter e atrair ainda mais clientes para a sua empresa, lembre-se que a apresentação dela deve ser coerente com a ideia ou conceito que você se propõe a oferecer. Ela deve contar uma história “junto com” e “para” o cliente.Precisando de qualquer informação ou ajuda para criar o branding de sua marca e assim atrair muito mais clientes, conte comigo! Basta entrar em contato que estou à sua disposição.

Saiba agora mesmo como criar um Plano de Marketing

Plano de Marketing HCC Hotel Specialist

Para que suas ações de marketing tenham sucesso, é necessário primeiro criar um bom Plano de Marketing. Aprenda comigo a seguir!

2021 está chegando e, com certeza, muitos novos projetos estão surgindo por aí. E, para que seu negócio já comece o ano gerando bons resultados, é imprescindível criar um Plano de Marketing que guiará as ações e campanhas durante os 12 meses seguintes .

Contudo, saber criar um Plano de Marketing que seja realmente eficiente é um dos maiores desafios para profissionais de fora da área. E, realmente, gerar resultados satisfatórios não é uma tarefa tão fácil assim para quem é leigo.

É necessário muito estudo para entender todas as etapas necessárias para desenvolver um Plano de Marketing bem estruturado. E, por isso, vou conversar com você um pouquinho a respeito neste meu novo artigo. Veja só:

Entendendo o seu negócio

Obviamente, entender do seu negócio para que ele dê certo é indispensável. E, para começar a criar o seu Plano de Marketing, é ainda mais importante. Sabe por quê?

Entendendo bem o que é a sua empresa, que produtos quer oferecer, quais serviços pode prestar, para quem e como, entre outros atributos, você consegue alinhar-se bem com a equipe de marketing para começar a criar o seu planejamento.

Exercícios tradicionais de Marketing, como delimitação dos 4Ps e Análise SWOT já evoluíram, mas continuam funcionando e ajudam muito quem está começando. Sem entender bem o perfil da sua empresa, produto e diferenciais, fica difícil ter um ponto de partida correto. Não queria, por exemplo, ir direto para um Plano de Comunicação Digital sem antes ter o mapeamento básico realizado. Não esqueça também de analisar a concorrência e o seu mercado, como um todo. Antes de se aprofundar em olhar para dentro, olhe também para o que está acontecendo à sua volta.

Em seguida, pense: qual o motivo que as pessoas escolhem meu produto? E mais: quem escolhe o meu produto? Sabendo responder estas perguntas significa que você conhece o seu público. E é sobre isso que vou te explicar a seguir.

Definindo seu público e Personas

Como disse anteriormente, entender do seu negócio é essencial para o Plano de Marketing. Isso porque, para partir para a segunda etapa, é fundamental que a primeira esteja bem consolidada em sua mente.

Conseguir determinar “o que é a sua empresa e para quem ela serve” ou, mais precisamente, ter o DNA do seu negócio bem definido facilita muito na hora de construir o planejamento. Dessa maneira, você já terá dado um grande passo para saber qual público você precisa atingir.

É importante detalhar exatamente quem é o seu público com a técnica da construção das Personas. Para isso, você precisa realizar uma pesquisa para conseguir detalhes minuciosos sobre quem seria seu cliente ideal. Assim você conseguirá delinear o seu Plano de Marketing com as ações que mais se encaixam com esse perfil.

Para criar suas Personas, você precisa perceber quais atributos seu público tem. Por exemplo:

  • seu comportamento;
  • hábitos de consumo;
  • dados demográficos como gênero e idade;
  • classe social;
  • dores e interesses;
  • entre outras informações relevantes.

Contudo, lembre-se que Persona e público-alvo são duas coisas diferentes. Para entender melhor, confira o artigo onde expliquei certinho quais são as suas diferenças, clicando aqui.

Traçando seus objetivos

Depois de já ter criado o DNA da sua empresa e ter definido claramente quem é o seu público-alvo, chegou a vez de estipular as metas que você deseja alcançar com a sua empresa.

Pense em quais são os seus objetivos e delimite seu número e seu prazo. Dessa forma, você conseguirá saber se os resultados ao final do processo foram realmente satisfatórios.

Lembre-se que cada empresa tem uma realidade diferente. Então, não queira comparar os resultados de um café com uma consultoria, por exemplo. Seu planejamento deve estar de acordo com a sua realidade, ok?

Construindo o Plano de Marketing

Agora é a hora de botar a mão na massa e criar o seu Plano de Marketing e as suas ações. Pense como uma grande escadaria, onde você precisa subir um degrau de cada vez para alcançar o seu objetivo.

Ponha “na ponta do lápis” quais ações serão realizadas e o que você espera delas em um determinado período. Cada ação é valiosíssima para alcançar resultados de sucesso.

No marketing digital, por exemplo, você poderá definir quantos artigos de blog serão construídos por mês, quanto será investido em mídias pagas, como será feito o seu fluxo de nutrição de e-mails marketing, como será a sua presença nas redes sociais, etc.

Criando um cronograma

Tendo tudo bem estruturado, é só construir um cronograma para acompanhar as suas ações. Um calendário de ações é algo fundamental para estipular um bom planejamento, mas, principalmente, para criar bons conteúdos.

Ter tudo bem definido e bem à vista para todos os integrantes da equipe facilita e muito no operacional das suas ações. Além disso, é importante seguir o máximo possível do calendário para que seu plano seja bem-sucedido.

Analisando e sempre melhorando

Esta talvez seja a parte mais importante de todo o processo. Afinal, é crucial analisar cada número alcançado para entender se aquelas ações se adequaram aos seus objetivos e se vale a pena repeti-las.

Depois da análise, o processo volta ao ponto de início, repensando e refazendo todas as ações planejadas anteriormente. Lembre-se que o marketing é um processo constante de planejamento, operação, análise e elaboração de melhorias.

Espero ter conseguido explicar como funciona a construção de um Plano de Marketing. Porém, se você precisa de uma ajuda profissional para isso, pode contar comigo! Basta entrar em contato, que estarei à disposição para te atender.

Imagem: Plano de Comunicação & Marketing 2019 Grupo Esalflores

Crédito imagem destacada (topo deste Artigo): Plano de Marketing 2021 HCC Hotels Specialist

Marketing de Relacionamento: entenda o essencial para fidelizar clientes

marketing_relacionamento

O objetivo do Marketing de Relacionamento é comunicar-se com o público certo, proporcionando experiências positivas para fidelizar o cliente. Saiba mais a seguir!

O que precisamos fazer para manter um relacionamento? Comunicar-se e ter alguém para ouvir é um exemplo básico de relação entre duas pessoas. Dessa forma, ao aplicar esse tipo de conexão entre marca e cliente, estamos trabalhando com Marketing de Relacionamento.

Sabe quando você se identifica com os produtos, mas principalmente com os princípios e visão de mundo que uma marca tem? Isso acontece porque algumas empresas de sucesso apostam fielmente na criação de experiências positivas para o seu público.

Isso envolve toda uma construção de marca, estratégias de fidelização, formação de autoridade em seu nicho e etc. Mas, para quê se dar o trabalho de fazer tudo isso? Será que vale mesmo a pena investir em Marketing de Relacionamento? Vamos conferir nas próximas linhas a resposta para estas perguntas:

Marketing de Relacionamento: o que isso significa?

Em poucas palavras, os principais objetivos da criação de estratégias de Marketing de Relacionamento são:

  • conquistar clientes novos;
  • manter aqueles já capturados; e
  • fazer com que eles adorem a sua marca!

Além disso, é interessante sempre produzir materiais para que a sua marca seja reconhecida como referência aos usuários. Para isso, você deve oferecer algo interessante o suficiente para o seu público perceber que você sabe do que está falando e para fazer a sua marca sempre ser lembrada por proporcionar boas experiências.

Como isso funciona?

O Marketing de Relacionamento é mais que capturar clientes. Estamos falando de técnicas para gerar pessoas que amem a sua marca! Para isso, é necessário sempre nutrir a comunicação, oferecendo oportunidades de se vivenciar algo prazeroso.

Como todo relacionamento, é necessário criar meios de dar continuidade à relação e de ir aumentando de nível à medida em que o tempo vai passando. Isso pode acontecer de variadas maneiras, porém sempre pensando em médio e longo prazo.

É uma forma de aproximar o seu cliente, fazendo com que ele obtenha as respostas que queria mais rápido do que imaginava, assim como a empresa que também terá um retorno instantâneo. Oferecendo informações antes mesmo de o usuário perguntar alguma coisa, a percepção que ele tem da sua marca atinge um nível mais satisfatório e as chances de ele comprar de você também aumentam significativamente.

Sem falar que se você realmente conquistou o coração de um cliente, as chances de ele contar para todos como foi legal comprar de você e como você proporciona experiências maravilhosas aumenta exponencialmente, não é mesmo? A “jogada” aqui é criar oportunidades para que o marketing de boca à boca também aconteça!

Influenciando a compra

Além de todas estas grandes vantagens apresentadas acima, é importante entender que trabalhar com Marketing de Relacionamento também pode ser um grande instrumento de influência na decisão de compra. Isto é, quando o cliente estiver decidido que comprará o produto “x”, a primeira marca que ele irá lembrar deve ser a sua!

Mantendo este contato constante com o seu público, é mais fácil de educar o cliente e ajudá-lo a perceber que o seu produto é exatamente o que ele estava procurando. Assim, a produção de conteúdo é um dos maiores aliados das estratégias de Marketing de Relacionamento.

Agora que você já sabe como é vantajoso aplicar técnicas de Marketing de Relacionamento para garantir mais lucros para a sua empresa, entre em contato que te direi como proporcionar experiências digitais maravilhosas ao seu público. Até mais!

Novidades no Instagram: interface foca em vendas e no Reels

Alguns usuários foram surpreendidos com as novidades do Instagram. Surge, então, uma nova interface focada nos Reels – e em vendas!

A atualização já chegou para você? Pergunto porque já há um tempinho o Insta vem testando novas interfaces, e esta nova chegou pra mim um dia depois do lançamento oficial no Brasil, como noticiei aqui. Agora, portanto, temos definitivamente novidades no Instagram: um novo design foi definido, com grandes mudanças no layout da página principal – como não se via há algum tempo no app.

Um dos focos principais desta nova forma de mexer no Instagram é o uso do seu também novo recurso de vídeos curtos chamado Reels. Não bastava esta novidade, o Instagram também adicionou um novo espaço para gerar compras dentro da rede social.

Novidades no Instagram

A promessa era que a partir da última quinta-feira, dia 12 de novembro, todos os usuários poderiam já fazer uso desta nova interface. Então, acredito que seu Instagram já deve estar atualizado, mas em caso negativo não se preocupe: é normal que novos recursos e atualizações cheguem “em lotes”, e a gente nunca sabe quando será o próximo.

O Instagram é hoje uma das redes sociais mais acessadas em todo o globo. E, começou a fazer sucesso com o simples recurso de editar fotos. Agora, com 10 anos de existência, vem trazendo cada vez mais novidades.

Sendo assim, vamos conversar um pouquinho mais sobre essa atualização e as novidades no Instagram neste meu novo artigo. Acompanha comigo nas próximas linhas:

Uma nova interface

Agora, o ícone de criação de conteúdo, conhecido como um símbolo de “+” e que antes estava centralizado, fica no canto superior da tela. O “coração”, ícone do registro das atividades também aparece ao lado do ícone das Direct Messages.

Além disso, o Instagram trouxe novidades para a barra inferior. Lá, depois da atualização, é possível ter acesso ao feed, “à lupa” para explorar o aplicativo, ao Reels, ao perfil e pasmem: ao Shop, um espaço para compras e vendas dentro da própria plataforma.

Isto é, as novidades no Instagram trouxeram a aba Shop, uma aba que veio para proporcionar aos usuários a chance de encontrar aquilo que deseja comprar, comparar preços, e muito mais dentro do Instagram. Isto é, o usuário tem uma vitrine virtual inteirinha e totalmente personalizada para mostrar produtos das lojinhas que ele já segue.

Não só isso, mas o usuário também recebe recomendações de outros produtos que lhe é de interesse, de acordo com suas pesquisas e hashtags. O mais bacana disso tudo são os botões para “ver seleções do editor” com superdicas de uma incrível equipe de curadoria.

Para chegar até este resultado, a empresa testou em mais de 50 países várias interfaces até chegar a este novo modelo. A diretora de Operações do Instagram para América Latina, Adriana Grineberg, disse à Tilt que “Faz tempo que não fazemos mudanças tão significativas no app, mas estamos seguindo as tendências e priorizando o que as pessoas querem ver”.

Altas expectativas

A expectativa com as novidades no Instagram é que esta nova aba para os Reels garanta uma maior foco nas criações de conteúdo com este formato, trazendo um maior alcance de usuários para o perfil. Ou seja, esta é a melhor hora de começar a explorar este recurso!

Lembrando que o Reels surgiu em resposta ao sucesso do TikTok, um dos aplicativos mais baixados em 2020 e que possui praticamente a mesma função: criar vídeos curtos e interativos. E, a título de conhecimento, a empresa Facebook (dona do Instagram) até foi acusada de plágio.

Mas, será que o Reels conseguirá superar o sucesso do TikTok, a rede social queridinha do público jovem? O que você acha?

Gostou dessa nova atualização? Comente comigo a sua opinião! Ah, e não esquece de me seguir no Insta, né? 🙂 @milenamancinimarketing

Imagem por SocialBakers.

Leads: como definir corretamente um lead em minha estratégia?

leads

Saber o que são leads ajuda a organizar melhor a sua estratégia. Confira um pouco sobre seu conceito a seguir!

Certamente, se você está buscando por novas formas de captar clientes no meio digital, certamente já ouviu falar sobre leads, correto? Trata-se de um dos processos pertencentes ao funil de vendas do marketing, onde seus “talvez futuros clientes” vão sendo filtrados em cada etapa da jornada de compra.

Então, para sanar as suas dúvidas, resolvi resumir neste texto o real conceito do que são leads. Acompanhe comigo nas próximas linhas para mais informações.

Leads: o que isso significa?

Aqueles clientes em potencial, que refletem uma oportunidade de uma futura venda e que de alguma forma já demonstraram interesse no seu produto podem ser chamados de leads. Mas, como isso funciona no meio digital?

Simples! Leads são aquelas pessoas que baixaram o seu catálogo, que pediram orçamentos, que experimentaram o seu serviço e, em troca disso, deixaram alguma forma de contato. Dessa maneira, a empresa tem a oportunidade de ir mantendo um relacionamento até que ele decida comprar de você uma ou milhares de vezes.

Relacionamento

Basicamente, aqueles usuários que você consegue estabelecer alguma conexão, nos mais variados canais digitais, são os seus leads. Pessoas que chegaram até você por meio de outras estratégias, como marketing de conteúdo e SEO, e que agora podem ser selecionados a receber os seus conteúdos.

O Inbound Marketing fez com que esse termo ficasse bem conhecido ultimamente, e é uma ótima estratégia de relacionamento, inclusive. Com isso, você pode perceber quem são:

  • aquelas pessoas que talvez comprem seu produto;
  • aquelas que têm grande probabilidade de finalizar uma compra;
  • e aquelas que definitivamente não têm.

Estamos falando de uma prática chamada funil de marketing, que percebe a jornada de compra dos seus leads e filtram aqueles que podem ser seu cliente de fato. Assim, uma equipe de marketing eficiente consegue manter o contato com estes usuários, por meio de conteúdos, tira-dúvidas, entre outros, até que ele decida que o seu produto é realmente o que ele estava procurando e finalize a compra.

Lead, visitante ou prospect?

Para realmente saber como definir um lead é preciso entender que existem outros tipos de usuários que não são classificados como um. Por exemplo, o que é um visitante e o que são prospects? Será que é tudo a mesma coisa? Vamos conferir:

Visitantes

Aqueles usuários que, de alguma maneira, entraram em seu site, em suas redes sociais, ou etc., são os seus visitantes. Diferente dos leads, o visitante nem sempre tem interesse em seus produtos e serviços, mas acabou acessando o seu perfil.

Contudo, dentre os vários visitantes que podem ter diariamente em sua página, há uma pequena parcela que se interessam. E, são eles que nos interessam também.

Contato

Basicamente, se você tem o número de telefone da pessoa, um e-mail ou endereço, por exemplo, pode considerá-la como um contato. Contatos são toda e qualquer pessoa que está ao alcance da sua empresa, sendo ela presente em qualquer etapa do funil.

Prospect

Para considerar um usuário como prospect, ele precisa atender a alguns parâmetros. Isto é, quando o usuário necessita de uma abordagem de venda mais ativa, pois possui o exato perfil do cliente ideal e já está decidido sobre o que quer, consideramos que estamos lidando com um prospect.

Assim, a equipe de marketing entra em sinergia com a equipe de vendas e, caso a prospecção funcionar, teremos um novo cliente para você!

Conseguiu entender agora qual é o real significado do termo lead? Espero ter esclarecido da melhor maneira para você! Mas, se ficou com qualquer dúvida, entre em contato comigo!